Seja bem-vindo. 19 de maio de 2024 23:03
Previous slide
Next slide

Médico Wesley Murakami é condenado à prisão por deformar pacientes

Justiça goiana condenou médico por lesão corporal contra nove mulheres. Acusado, que está solto, poderá recorrer em liberdade

O médico Wesley Noryuki Murakami foi condenado a pena de 9 anos, 10 meses e 10 dias de prisão, por crimes de lesão corporal contra nove mulheres. A determinação, da 8ª Vara Criminal dos Crimes Punidos com Reclusão e Detenção do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), saiu nessa terça-feira (14/11). Cabe recurso da decisão.

Para o magistrado Luciano Borges, as provas anexadas ao processo confirmavam as narrativas das vítimas. “Todo o acervo probatório corrobora que [elas] tiveram a integridade física ofendida, [sofrendo] deformidades permanentes em razão da conduta ilícita praticada pelo acusado”, afirmou o juiz.

“Durante anos, Wesleu Noryuki Murakami da Silva realizou os procedimentos narrados na denúncia e pelas vítimas, a todo momento ciente dos resultados negativos, das dores experimentadas pelas ofendidas, dos transtornos, constrangimentos e [das] deformidades que as atingiu. Mesmo assim, continuou praticando as condutas lesivas, sem se importar com as consequências, assumindo o risco plenamente conhecido por ele, agindo, portanto, com dolo [intenção] eventual”, completou o magistrado.

Como Wesley respondeu ao processo em liberdade, ele também terá direito de recorrer da decisão em liberdade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *