Seja bem-vindo. 21 de abril de 2024 02:08
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Homem é preso por aplicar golpe da falsa central de atendimento bancário

Com o suspeito foram encontrados dez celulares novos, cartões de créditos em nome de diversas vítimas, maquinetas de cartão e R$ 5 mil em espécie

Na tarde de quinta-feira (21/3), equipes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), mediante a 9ª Delegacia de Polícia (DP), conseguiram prender em flagrante um homem, vindo de São Paulo, que aplicava o golpe da falsa central de atendimento bancário, no Distrito Federal. Com o suspeito foram encontrados dez celulares novos da marca Iphone, cartões de créditos em nome de diversas vítimas, maquinetas de cartão e R$ 5 mil em espécie.

Por meio da Operação Areia Movediça II, foram monitoradas compras em lojas de alto valor em shoppings do Lago Norte, dado que o suspeito teria tentado comprar diversos Iphones 15 ao custo de R$ 10 mil cada, chamando a atenção por sequer pedir descontos. Assim, os policiais conseguiram seguir o homem, da saída do shopping até um condomínio em Águas-Claras. No local ele entrou em um veículo e se deslocou a Taguatinga adentrando outros comércios. Enquanto isso, equipes aguardaram na recepção do condomínio, descobrindo que o suspeito era de São Paulo e estava hospedado no lugar há alguns dias.

Ao retornar ao condomínio, os policiais abordaram o suspeito ainda no saguão, encontrando em sua posse cinco Iphones modelo 14 Pro Max ainda na caixa, comprados com os cartões das vítimas no comércio de Taguatinga. No apartamento alugado foram encontrados outros cinco celulares novos, maquinetas de cartão, diversos cartões de crédito e dinheiro em espécie.

Ao apurar os nomes nos cartões e fazer contato com seus titulares, a equipe descobriu diversas vítimas, várias ainda sem saber que tinham sido vítimas de golpe, assustando-se com o contato da delegacia. “Já na delegacia, o telefone do criminoso tocou e o chefe da quadrilha, em São Paulo, tentou oferecer dinheiro à equipe para soltar seu comparsa. Eles têm percebido que o cerco está fechando e golpes no DF não estão mais sendo um bom negócio”, disse o delegado Erick Sallum.

O homem foi preso em flagrante por quatro imputações de furto, mediante fraude e lavagem de dinheiro, e teve a prisão preventiva requisitada. Os extratos das máquinas revelaram que ele estava no DF há semanas e já tinha conseguido subtrair cartões de outras vítimas. Todas as pessoas que o reconhecerem e perceberam que foram vítimas do mesmo golpe devem procurar a unidade policial mais próxima de sua casa para registrar uma ocorrência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *