Seja bem-vindo. 30 de maio de 2024 09:03
Previous slide
Next slide

DF: homem que matou ex-mulher a facadas no Ano-Novo ficará na cadeia

O homem chegou a confessar o crime, alegando que havia atacado a vítima de surpresa, ocasionando lesões que levaram à morte da mulher

O juiz de direito substituto do Núcleo Permanente de Audiência de Custódia (NAC) converteu, na manhã desta quinta-feira (4/1), em preventiva a prisão de Luiz Cláudio de Lima Moreira (foto em destaque), 41 anos, acusado de matar a facadas a ex-companheira Jaqueline Reis, 29 anos, em Planaltina. O feminicídio ocorreu na véspera do Ano-Novo (31/12/2023).

Segundo o magistrado, o suspeito confessou o crime alegando que havia atacado a vítima de surpresa, ocasionando lesões que levaram à morte da mulher. A autoridade ainda relata que o Luiz era reincidente em crimes dolosos.

A defesa do autor do crime pedia pela liberdade provisória sem fixação de fiança. Porém, na decisão, o magistrado pontua que a prisão em flagrante efetuada pela autoridade policial “não ostenta, em princípio, qualquer ilegalidade”, e que a situação de flagrância em que o homem foi surpreendido “torna certa a materialidade delitiva, provando suficientemente sua autoria do crime”, explica.

“A prisão provisória encontra amparo na necessidade de se acautelar a ordem pública, prevenindo-se a reiteração delitiva e buscando também assegurar o meio social e a própria credibilidade dada pela população ao Poder Judiciário”, conclui o magistrado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *