Seja bem-vindo. 24 de junho de 2024 03:37
Previous slide
Next slide

Você sabia que Novo Gama tem um Centro de Atendimento Psicossocial?

Você sabia que Novo Gama tem um Centro de Atendimento Psicossocial?

Um Centro Psicossocial (CPS) é de extrema importância para a comunidade, pois oferece uma variedade de serviços de saúde mental e apoio psicossocial para pessoas que enfrentam desafios emocionais, psicológicos ou psiquiátricos. Muitas comunidades carecem de serviços especializados em saúde mental, e o governo municipal disponibiliza de um centro totalmente gratuito para comunidade.

Estamos falando do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS II), no bairro Lunabel 3. A unidade foi completamente reformada com a restauração da pintura, troca de telhado e piso, além da revitalização de toda parte elétrica e hidráulica. O local recebeu ainda, a construção do alambrado, estacionamento amplo e acessibilidade para todos os pacientes que necessitam de atendimento. O projeto recebeu um investimento de R$ 447 mil.

Cabe ressaltar, que para desenvolver o trabalho com o público, o CAPS conta com uma equipe multiprofissional que realiza atividades coletivas e individuais, além do tratamento médico. O serviço no CAPS II é prestado das 08h às 17h, de segunda a sexta-feira, no endereço: Área especial 16/17 – Lunabel 3.

 

Juntos, misturados e “Unidos por Luziânia”… E faz tempo!

Juntos, misturados e “Unidos por Luziânia”… E faz tempo!

Para quem não conhece a história desses dois personagens da política luzianiense, pode parecer que sempre foram inimigos mortais; a água e o óleo. Mas não! Eram amigos antes da política, ele ajudou a eleger ela pela primeira vez, no público até ensaiaram um rompimento quando eram prefeito e vereadora, mas nos bastidores muitas negociações aconteciam, principalmente em anos de eleição para a mesa diretora da Câmara. Há alguns dias criaram o grupo “Unidos Por Luziânia” (com direito a foto abraçados e tudo mais). Ele não se pronunciou, ela tentou justificar que a “aproximação” era apenas para conseguir partidos para disputar as eleições. Não convenceu, obviamente, aí restou tentar esconder o “amigo de longas datas”, para que não atrapalhe na campanha. Afinal, existem amizades que a gente guarda no coração, recebe ajuda, até apoio financeiro, mas não quer que o povo saiba de jeito nenhum. Essa é a famosa amizade “Sugar Daddy”, ou Papai de Açúcar, na tradução livre. Coisa de gente esperta que pensa que o povo é bobo!

Conheça o Consórcio Brasil Central, que agora tem Ronaldo Caiado como presidente

Conheça o Consórcio Brasil Central, que agora tem Ronaldo Caiado como presidente

A entidade criada em 2015 conta com PIB de R$ 800 bilhões e com uma bancada de quase 100 congressistas

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (UB), foi eleito, por unanimidade, para presidir o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC), na terça-feira, 23, em substituição ao seu colega governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (UB). A entidade, composta, além de Goiás e Mato Grosso, por Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins, representa uma potência econômica e política.

O grupo de seis estados e o DF abrange ao todo 875 municípios brasileiros e acumula um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 800 bilhões, ou seja, 13% de toda a riqueza do País. Com isso, o bloco representa uma potência nacional e competitiva.

Para se ter ideia, sua balança comercial é de 23,5 milhões de dólares, o que contribui com 40% no saldo de exportação brasileira.

Como força política, o Consórcio conta com uma bancada de 21 senadores e 75 deputados federais no Congresso Nacional. E, desde a sua criação, o BrC já desenvolveu projetos conjuntos voltados para a Educação, Saúde, Segurança Pública e Logística.

Ao assumir a Presidência, Caiado disse que levará e buscará ampliar para os demais Estados do consórcio o seu principal case: a Segurança Pública adotada em Goiás.

Instituído em 3 de julho de 2015 por meio de um Protocolo de Intenções, devidamente ratificado nas respectivas Assembleias Legislativas e regulamentado pelo Estatuto do Consórcio, o BrC tem como propósito impulsionar o desenvolvimento econômico e social de forma integrada.

Para tanto, busca promover a cooperação entre as Unidades Federativas e assim aumentar a competitividade regional.

Fonte: Jornal Opção.

Sindicato suspende desconto de 1% nos salários de servidores do DF

Desconto incidiria sobre os contracheques dos servidores não filiados ao sindicato, mas que pertencem às categorias atendidas pelo Sindser

O Sindicato dos Servidores e Empregados da Administração Direta, Fundacional, das Autarquias, Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista do Distrito Federal (Sindser) suspendeu o desconto de 1% que seria aplicado sobre os salários de funcionários públicos do Governo do Distrito Federal (GDF).

A contribuição assistencial foi aprovada no último dia 3 de outubro. O desconto incidiria sobre os contracheques dos profissionais não filiados que pertencem às categorias atendidas pelo Sindser.

 

Desde segunda-feira (9/10), servidores que não concordam com o desconto formaram longas filas na sede do Sindser, no Conic, para apresentar declaração que desautoriza o pagamento.

Após a repercussão negativa, o Sindser anunciou, na tarde desta terça-feira (10/10), a suspensão do desconto de 1%, “até nova deliberação”. Diretor do Sindser, André Luiz disse que o desconto foi apenas aprovado e não chegou a ser aplicado sobre as remunerações dos profissionais do GDF.

Pábio Mossoró é um ‘grande líder político de Goiás’ e ‘um dos melhores prefeitos do Entorno’, dizem Célio Silveira e Daniel Vilela

Pábio Mossoró é um ‘grande líder político de Goiás’ e ‘um dos melhores prefeitos do Entorno’, dizem Célio Silveira e Daniel Vilela

_Declarações foram dadas ao público de Valparaíso de Goiás, no lançamento da Escola do Futuro, na última terça-feira (3)_

O prefeito de Pábio Mossoró (MDB) foi reconhecido como uma grande liderança política, na última terça-feira (3), durante o evento de inauguração da Escola do Futuro Paulo Renato de Souza. O evento, que contou com a presença do governador Ronaldo Caiado (UB), também reforçou a aliança política entre o Governo de Goiás e o Governo Municipal de Valparaíso de Goiás.

Ao discursar, Pábio afirmou que o governo de Caiado é pé no chão e respeita o cidadão.

“Seu governo é um governo que trabalha com seriedade. Exemplo disso é que temos enfrentado um momento de crise com os recursos diminuindo (FPM), mas o senhor vem investindo na assistência e mostrando o seu respeito com o cidadão. O senhor promete e faz, por isso Valparaíso cresceu com sua gestão e o maior exemplo está aqui, com essa escola”, disse o prefeito.

*‘Melhor prefeito de todos os tempos’*

Antes disso, o prefeito de Valparaíso foi enaltecido por grandes lideranças políticas do Estado. À exemplo do deputado federal Célio Silveira (MDB-GO), que o destacou como “o melhor prefeito de todos os tempos do Entorno de Brasília”.

“Meu amigo, meu companheiro, podem ser o maior adversário político do Pábio, mas não podem deixar de reconhecer o tanto de obra que tem sido feita na cidade de Valparaíso de Goiás e o quanto a cidade tem crescido nos últimos anos. O Pábio é um dos maiores prefeitos do Entorno de todos os tempos e isso merece ser reconhecido”, disse o parlamentar.

*‘Uma das maiores lideranças de Goiás’*

Pábio também ganhou reconhecimento do vice-governador Daniel Vilela (MDB), que destacou sua atuação à frente da Associação dos Municípios Adjacentes de Brasília (Amab).

“O Pábio hoje é uma liderança política. Ele hoje, além de prefeito, é presidente da Amab e eu o recebo lá em Goiânia praticamente todas as semanas. Sempre participando de reuniões e buscando o melhor para a população de Valparaíso e todo o Entorno”, declarou o vice-governador que ainda fez uma projeção de que em breve, Mossoró será uma das maiores lideranças de Goiás e do país.

“E digo mais, o Pábio será muito em breve um dos maiores líderes políticos desse Estado, ocupando as mais importantes funções de Goiás e do Brasil, não ficará parado apenas como ex-prefeito da cidade”, acrescentou Vilela.

Rebaixamento e mega motor: conheça novo carro de luxo de R$ 13 milhões de Gusttavo Lima

Rebaixamento e mega motor: conheça novo carro de luxo de R$ 13 milhões de Gusttavo Lima

Carro foi personalizado para o cantor e enviado para Goiânia. O mega motor do Rolls Royce tem capacidade de chegar a 100km/h em apenas 4 segundos.

O cantor Gusttavo Lima adicionou mais um carro de luxo na garagem de sua casa em Goiânia. O sertanejo surpreendeu os quase 43 milhões de seguidores ao adquirir um Rolls Royce personalizado e, segundo uma funcionária da concessionária onde foi comprado, avaliado em R$ 13 milhões.

A compra do carro, feita em Belo Horizonte (MG), foi divulgada no instagram na última terça-feira (19) por Fernando Duran, um dos responsáveis pela venda. Em um post, feito com o cantor ao lado da nova aquisição, Duran conta que o Gusttavo pediu que o veículo fosse enviado para Goiânia.

“O embaixador mandou que fosse encaminhado para Goiânia e o chefe autorizou. Quem sou eu pra dizer não?”, citou na legenda.

Com rebaixamento, carroceria e para-lamas alargados para receber rodas especiais, o carro do cantor, que custa em média R$7 milhões, ultrapassou o valor de venda inicial devido as personalizações feitas no veículo. Um vídeo mostra o interior do carro enviado para o sertanejo

O mega motor do Rolls Royce tem capacidade de chegar a 100km/h em apenas 4 segundos. Ao todo, apenas 11 unidades do modelo comprado por Gusttavo existem no Brasil.

Faustão fala pela primeira vez após transplante de coração: “Graças ao SUS”

Faustão fala pela primeira vez após transplante de coração: “Graças ao SUS”

O apresentador Faustão rebateu críticas sobre ter supostamente “furado a fila” de transplantes e comentou que sente como se o coração batesse mais forte

O apresentador Faustão falou pela primeira vez após receber um novo coração por meio de transplante. Em entrevista, ao colunista Lucas Pasin, do portal de notícias Uol, ele contou que quer ajudar a mobilização pela doação de órgãos no Brasil.

“O Brasil tem que ser o primeiro lugar do mundo. Tem que existir mais projetos. Precisamos fazer alguma coisa para melhorar isso, e pensarmos nos próximos. Precisamos usar a fé na doação. Se eu não tivesse fé, não estaria vivo. Só tenho a agradecer aos meus médicos e ao SUS. Tudo isso também é graças ao SUS”, disse.

Faustão também comentou sobre como se sente após o transplante. “Sinto como se o meu coração batesse ainda mais forte, é uma sensação única. Tiveram que tirar um monte de entulho de dentro de mim, e colocaram um coração novo, de um garotão de 35 anos. É algo que me faz sentir muito vivo.

Além disso, o apresentador rebateu os comentários de que ele teria “furado a fila” para receber o órgão. “Não é porque eu tenho dinheiro que estou bem. Tudo isso que eu fiz também é feito no SUS, e isso precisa ser valorizado. É importante que todos se informem sobre, e essa será agora a minha missão”, ressaltou.

Piloto de helicóptero morador de Valparaíso de Goiás, desaparecido na Amazônia realizava instruções sobre sobrevivência na selva

Piloto de helicóptero morador de Valparaíso de Goiás, desaparecido na Amazônia realizava instruções sobre sobrevivência na selva

Tenente-coronel Josilei Gonçalves de Freitas realizou inúmeras missões na região e coordenou grupos áereos do DF e Pará. Aeronave decolou com três pessoas a bordo na quarta-feira (16) da base Bona, na Aldeia Maritepu, no Pará, com destino a Macapá.

O tenente-coronel Josilei Gonçalves de Freitas, comandante do helicóptero desaparecido desde quarta-feira (16) na Floresta Amazônica, possui experiência na região e foi responsável por realizar treinamentos para outros pilotos sobre sobrevivência em ambientes de selva. O comandante participou da implantação da aviação do Ibama, do GTA-AP e foi comandante dos grupos aéreos do DF e do Pará.

Além do piloto, também estavam na aeronave o mecânico Gabriel e o engenheiro civil José Francisco Pereira Vieira, da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai).

A aeronave da empresa Sagres, contratada pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Amapá e Norte do Pará, decolou por volta das 12h de quarta-feira (16) da base Bona, na Aldeia Maritepu, localizada no Parque Indígena Tumucumaque, no Pará, com destino a Macapá.

O capitão Jean Silva, do Grupo Tático Aéreo do Amapá (GTA), descreveu a notoriedade dos trabalhos do comandante desaparecido para a aviação de segurança pública no país.

“O coronel Gonçalves é um ícone da aviação. É um piloto altamente experiente e foi uma das pessoas que ajudou a fundar a parte aérea de segurança pública no Brasil. É uma pessoa muito querida e a gente tá na busca e esperança e não vamos desistir”, disse o capitão.

Segundo o coordenador do GTA, o tenente-coronel Eder Prado, os pilotos podem realizar pousos em clareiras em caso de mau tempo.

“As informações que a gente tem é que estava um mau tempo na região, com muita chuva. É comum nesta região os pilotos pousarem, quando tá um mau tempo, em clareiras de aldeias ou garimpos”, descreveu o coordenador.

Buscas

Por volta das 9h da manhã desta sexta-feira (18) equipes do Grupo Tático Aéreo (GTA) do Amapá e do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (SAR) do Pará levantaram voo para novas buscas ao helicóptero que desapareceu na Amazônia com piloto da PM-DF, mecânico e engenheiro da Funai, na quarta-feira (16). Equipes já encontraram “áreas quentes” que indicam “movimentação” na região que a aeronave desapareceu.

O Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico Amazônico, unidade da Força Aérea Brasileira (FAB) responsável por coordenar as operações de buscas aéreas na região, informou que uma aeronave SC-105 Amazonas também atua nas buscas.

Veja o que se sabe sobre o desaparecimento de helicóptero na Amazônia

O desaparecimento do helicóptero da empresa Sagres na Floresta Amazônica chega ao terceiro dia nesta sexta-feira (18). A aeronave contratada pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Amapá e Norte do Pará decolou por volta das 12h de quarta-feira (16) da base Bona, na Aldeia Maritepu, localizada no Parque Indígena Tumucumaque, no Pará, com destino a Macapá. Três pessoas estavam a bordo.

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), o pouso estava previsto para ocorrer as 14h15 no Aeródromo Sérgio Miranda, em Macapá.

Segundo a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, a equipe fazia inspeção de pistas de pouso na terra indígena. As ações da missão incluíam vistorias, inspeções, levantamentos e elaboração de projetos de engenharia.

Na tarde desta quinta-feira (17), a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) divulgou os nomes dos desaparecidos: tenente-coronel Josilei Gonçalves de Freitas (piloto), Gabriel (mecânico) e o engenheiro civil José Francisco Pereira Vieira, da Funai.

Quadrilha do desmanche: foragido por roubo de motos é preso em São Sebastião

Quadrilha do desmanche: foragido por roubo de motos é preso em São Sebastião

Em abril, a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriu 26 mandados de prisão preventiva e 37 de busca e apreensão contra o grupo criminoso

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, nesta quinta-feira (10/8), um foragido da Justiça, de 29 anos, acusado de integrar uma organização criminosa especializada no roubo e furto de motocicletas na capital. Em abril, a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriu 26 mandados de prisão preventiva e 37 de busca e apreensão contra o grupo criminoso no âmbito da primeira fase da operação Motoqueiro Fantasma.

organização criminosa funcionava em São Sebastião e, segundo as investigações, os criminosos roubaram, furtaram e adulteraram 31 motocicletas. O foragido preso nesta quinta-feira ficou um tempo escondido na cidade de Arinos, em Minas Gerais, mas foi detido em São Sebastião.

As apurações revelaram que o homem integrava o núcleo operacional da organização e era responsável pelo gerenciamento do dinheiro obtido com a venda das motocicletas subtraídas, as quais eram revendidas em Minas Gerais.

Divisão
A polícia conseguiu mapear a ação dos criminosos. De acordo com a investigação, o grupo se dividia em núcleos: operacional, administrativo-logística e financeiro.

Na parte operacional ficavam aqueles responsáveis pelos furtos das motocicletas, praticados preferencialmente na área central de Brasília (Asas Sul e Norte; Sudoeste; Setor Hoteleiro; SIA), bem como demais regiões administrativas (São Sebastião, Ceilândia, Samambaia, Taguatinga e Guará). Já na logística, os criminosos ocultavam, faziam os desmanches e adulteravam os sinais identificadores.

organização criminosa funcionava em São Sebastião e, segundo as investigações, os criminosos roubaram, furtaram e adulteraram 31 motocicletas. O foragido preso nesta quinta-feira ficou um tempo escondido na cidade de Arinos, em Minas Gerais, mas foi detido em São Sebastião.

As apurações revelaram que o homem integrava o núcleo operacional da organização e era responsável pelo gerenciamento do dinheiro obtido com a venda das motocicletas subtraídas, as quais eram revendidas em Minas Gerais.

ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA
Quadrilha do desmanche: foragido por roubo de motos é preso em São Sebastião
Em abril, a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriu 26 mandados de prisão preventiva e 37 de busca e apreensão contra o grupo criminoso
INÍCIO
CIDADES DF
DD
Darcianne Diogo
postado em 10/08/2023 18:12

motos furtadas apreendidas pela polícia – (crédito: PCDF/ divulgação)
A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, nesta quinta-feira (10/8), um foragido da Justiça, de 29 anos, acusado de integrar uma organização criminosa especializada no roubo e furto de motocicletas na capital. Em abril, a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriu 26 mandados de prisão preventiva e 37 de busca e apreensão contra o grupo criminoso no âmbito da primeira fase da operação Motoqueiro Fantasma.

A organização criminosa funcionava em São Sebastião e, segundo as investigações, os criminosos roubaram, furtaram e adulteraram 31 motocicletas. O foragido preso nesta quinta-feira ficou um tempo escondido na cidade de Arinos, em Minas Gerais, mas foi detido em São Sebastião.

As apurações revelaram que o homem integrava o núcleo operacional da organização e era responsável pelo gerenciamento do dinheiro obtido com a venda das motocicletas subtraídas, as quais eram revendidas em Minas Gerais.

Divisão
A polícia conseguiu mapear a ação dos criminosos. De acordo com a investigação, o grupo se dividia em núcleos: operacional, administrativo-logística e financeiro.

Na parte operacional ficavam aqueles responsáveis pelos furtos das motocicletas, praticados preferencialmente na área central de Brasília (Asas Sul e Norte; Sudoeste; Setor Hoteleiro; SIA), bem como demais regiões administrativas (São Sebastião, Ceilândia, Samambaia, Taguatinga e Guará). Já na logística, os criminosos ocultavam, faziam os desmanches e adulteravam os sinais identificadores.

Depois, levavam as motos até as chácaras e casas dos autores (esconderijos), onde tinham o chassi e placa modificados, de modo a serem preparadas para a venda e entregues aos receptadores. Por último, na parte financeira, as motocicletas passavam pelas transformações materiais e documentais para revenda. Os pagamentos eram feitos para contas bancárias de terceiros diretamente ligados a eles, visando dificultar o rastreamento da origem e destinação do lucro obtido.

Verificou-se, ainda, que o grupo contava com a participação de diversos indivíduos divididos em tarefas operacionais de furto e adulteração das motocicletas e financeiras voltadas para a venda das motocicletas a receptadores residentes em Minas Gerais e que eram responsáveis pela revenda na Bahia e em Goiás.

O transporte das motocicletas era realizado em pequenas caminhonetes, vans e até mesmo caminhões, que eram obtidos pelo líder do grupo e pelo receptador principal, incumbidos de revender as motocicletas fora do DF.

Marcola: líder do PCC é levado a hospital no DF sob forte esquema de segurança

Marcola: líder do PCC é levado a hospital no DF sob forte esquema de segurança

Ação conta com participação de 90 policiais, entre penais federais, militares e civis

Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder máximo do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi levado sob forte esquema de segurança, coordenado por policiais penais federais, para fazer exames no Hospital Regional do Gama (HRG), na manhã desta sexta-feira (4/8). Até o momento, não foram divulgadas informações sobre o problema de saúde.

A ação conta com participação de 90 policiais, entre penais federais, militares e civis, de grupamentos do Bope, da Patamo, de Choque e da Divisão de Operações Aéreas (DOA).

Em 2020, um comboio do Sistema Penitenciário Federal parou a área central de Brasília para conduzir o criminoso ao Hospital de Base (HBDF). À época, o preso chegou e saiu de helicóptero. Na ocasião, fez exames programados.

Marcola voltou à Penitenciária Federal em Brasília em 25 de janeiro deste ano. A transferência ocorreu por autorização do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, que comentou se tratar de medida para prevenção contra “um suposto plano de fuga ou resgate”.

Até então, o criminoso estava na penitenciária de Porto Velho, em Rondônia. A mudança ocorreu sob forte esquema de segurança, em operação especial da Secretaria Nacional de Política Penais.