Seja bem-vindo. 14 de junho de 2024 06:11
Previous slide
Next slide

Acusado de roubar joaleria pela segunda vez, é pego por populares e leva surra até a chegada da polícia

Depois de anunciar o assalto na loja e levar celulares dos funcionário, o assaltante correu sentido á BR 040 foi seguido por populares e detido próximo a passarela amarela, o nome da loja não será divulgado para preservar a integridade dos funcionários.

A Polícia militar de Valparaíso de Goiás foi acionada nesta quarta feira 17/01 para deslocar até próximo à BR 040 embaixo da passarela amarela para atender uma ocorrência onde supostamente um elemento estaria detido depois de cometer um crime em uma joalheria da cidade.

No local os policiais militares encontraram o detido sentado com várias escoriações provocadas por um possível início de linchamento movido pela população que segurava o acusado como mostra o vídeo, a polícia militar abordou o acusado que confessou ser o autor de um assalto ocorrido na joalheria.

Ao ser colocado na viatura, os policiais se dirigiram até o local apontado que estaria às vítimas, uma funcionária do estabelecimento relatou os policiais  na delegacia, que por volta das 15h00 o criminoso chegou e anunciou assalto simulando estar armado, a vítima não visualizou qualquer arma mesmo assim não reagiu.

O criminoso chegou levar dois telefones celulares sendo um da funcionária e outro do Comércio, em seguida correu sentido A Br 040, A vítima ainda disse que assim que o criminoso saiu da loja ela correu para fora da loja e gritou que estava sendo assaltada, Populares correram atrás do acusado é-o seguraram até a chegada da polícia militar.

A vítima ainda relatou que não é a primeira vez que o detido rouba o estabelecimento, que há alguns meses atrás no mês de outubro do ano de 2023 o mesmo criminoso entrou na loja anunciou assalto e levou várias jóias, que não ocasião eles não registraram ocorrência.

O acusado foi levado até a delegacia para os procedimentos de prisão em flagrante, durante depoimento o autor identificado como Alef janderson da Silva Pereira 28 anos preferiu ficar calado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *