Seja bem-vindo. 16 de abril de 2024 05:21
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Polícia caça 3 criminosos do DF que fingiram ser funcionários de banco para roubar R$ 2 mi de empresário goiano

Polícia caça 3 criminosos do DF que fingiram ser funcionários de banco para roubar R$ 2 mi de empresário goiano

O paradeiro dos três autores, até o momento, é desconhecido

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou uma operação para prender um grupo de três criminosos estelionatários que se passaram por funcionários de um banco, aplicaram um golpe e roubaram R$ 2 milhões de um empresário goiano do ramo do agronegócio.

Batizada por Operação Fomento e deflagrada pela polícia nessa terça-feira (26), a ação cumpriu seis mandados de busca e apreensão em Goiânia, no GO, onde residiam os autores do crime de estelionato, ocorrido em meados do ano passado. A polícia ainda divulgou a imagem dos três estelionatários, que estão foragidos.

Os mandados foram deferidos pela 6ª Vara Criminal de Brasília, após mais de seis meses de diversas diligências, investigações e ações de inteligência promovidas pela 10ª DP, que conseguiu identificar três autores do crime.

Na ação, foi apreendido dinheiro, computadores, celulares, diversos óculos de luxo, joias e relógios de luxo adquiridos com o provento do crime.

O paradeiro dos três autores, até o momento, é desconhecido.

Os autores cooptaram a vítima, empresário do agronegócio, e, passando-se por diretores de um banco nacional de desenvolvimento, solicitaram o pagamento de R$ 2 milhões em dinheiro, a título de taxa, para liberar um empréstimo com taxas vantajosas no valor de R$ 20 milhões.

As negociações do golpe, que duraram quase dois meses, com os autores fazendo seus papéis, ocorreram em um
restaurante na Asa Sul e a entrega do dinheiro ocorreu em um restaurante no Lago Sul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *