Seja bem-vindo. 30 de maio de 2024 05:58
Previous slide
Next slide

Tio e sobrinhos que mataram rival com 60 facadas são condenados no DF

Tio e 2 sobrinhos também foram condenados por ocultar o cadáver após o crime. O trio teria assassinado mediante meio cruel, segundo sentença

Tribunal do Júri de Ceilândia condenou três homens da mesma família por se unirem para emboscar e matar uma pessoa. Wagner Antônio de Oliveira foi assassinado com mais de 60 facadas em 2021, dentro de casa, no Pôr do Sol. A sentença foi proferida nessa terça-feira (9/4)

O tio e dois sobrinhos também foram condenados por ocultar o cadáver após o crime. A sentença concluiu que o homicídio foi cometido por meio cruel e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

No julgamento, Rogério Moreira de Souza, um dos sobrinhos, disse que esfaqueou Wagner 60 vezes para se defender.

O irmão de Rogério, José Onédio de Jesus Souza, confirmou que participou da ocultação de cadáver, mas que não teria assassinado o homem. Essa foi a mesma linha adotada pelo tio da dupla, Valternei Moreira de Souza, para se defender das acusações.

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) alegou que a vítima foi atacada de surpresa pelo trio, que se encontrava em superioridade numérica e armado. Além disso, os três causaram sofrimento desnecessário e intenso a Wagner.

Rogério foi condenado a 18 anos e 5 meses de prisão. José Onédio deverá cumprir 18 anos e 11 meses. Já o tio, Valternei, recebeu pena de 15 anos e 3 meses. Todos eles estão presos e devem continuar em regime fechado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *