Seja bem-vindo. 19 de julho de 2024 21:35
Previous slide
Next slide

MPDFT flagra plantão com metade dos médico previstos em UTI pública

Diligência do MPDFT flagrou a ausência de 50% dos médicos escalados para trabalho na UTI do Hospital Regional do Gama (HRG)

Após a denúncia, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagrou uma diligência no Hospital Regional do Gama (HRG), nessa quinta-feira (27/6). A ação de fiscalização flagrou a ausência de 50% dos médicos escalados para o plantão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A Promotoria de Defesa da Saúde (Prosus) recebeu uma denúncia a respeito de uma médica que supostamente não comparecia ao hospital para cumprir a jornada de trabalho. Na quinta-feira, seis profissionais estavam escalados para o plantão na UTI, mas só três estavam presentes.

Segundo a Prosus, os médicos ausentes foram notificados e devem comparecer à sede do MPDFT, na próxima terça-feira (2/7), para prestar depoimento. De acordo com o promotor Clayton Germano, o objetivo da investigação é apurar as razões das faltas, e se os profissionais estavam trabalhando em outro local durante o horário do plantão.

De acordo com Germano, caso seja constatado que houve registro de ponto desses profissionais na data da vistoria e que estavam atuando em qualquer outro hospital, a conduta é tipificada como crime de inserção de dados falsos em sistema de informações, prevista no art. 313-A do Código Penal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *