Seja bem-vindo. 24 de junho de 2024 03:25
Previous slide
Next slide

Homem que asfixiou ex até a morte é condenado a 21 anos de prisão

O crime aconteceu em março de 2023. O homem deverá cumprir a pena em regime inicial fechado e não poderá recorrer em liberdade

Tribunal do Júri do Riacho Fundo condenou Jobervan Júnio Lopes Lima (à esquerda, na foto em destaque) a 21 anos de prisão por matar a ex-companheira nessa terça-feira (14/5). O homem de 21 anos asfixiou Rayane Ferreira de Jesus Lima (à direita) até a morte, em 2023.

A jovem de 18 anos foi assassinada pelo agressor no Caub 1, no Riacho Fundo 2, no dia 2 de março de 2023. Agora condenado, Jobervan foi preso horas depois de cometer o crime, no P Sul. O homem terá que cumprir a pena em regime inicial fechado e não poderá recorrer em liberdade.

No julgamento, o acusado foi interrogado e permaneceu em silêncio durante as perguntas do juiz e do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Ele respondeu apenas as perguntas formuladas pela defesa e pelos jurados.

Jobervan Júnio disse estar arrependido do crime, que, segundo ele, foi praticado sem intenção. Os jurados acataram o pedido do MPDFT de condenar o réu com agravantes.

Júnio tem um histórico criminal pelas práticas de roubo, tráfico e violação à Lei Maria da Penha. Na hora de definir a pena, o juiz que presidiu o júri considerou que o acusado já foi condenado anteriormente.

O magistrado também destacou as consequências do crime e mencionou que a vítima tinha um filho pequeno, que dependia da mãe, e que agora ficará desamparado emocional e financeiramente pelo resto da vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *