Seja bem-vindo. 13 de junho de 2024 16:13
Previous slide
Next slide

Goiás tem o sétimo maior comércio de veículos do país

Goiás tem o sétimo maior comércio de veículos do país

Um a cada dez comércios no Estado é do ramo automotivo, de acordo com Pesquisa Anual do Comércio divulgada pelo IBGE

De acordo com a Pesquisa Anual do Comércio, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiás possui o sétimo maior comércio de veículos, peças e motocicletas do Brasil. Em 2021, o Estado contava com 7,1 mil unidades locais. Do Centro-Oeste, é o maior.

De acordo com a pesquisa, um a cada dez comécio em Goiás é do ramo de veículos, peças e motocicletas, 10,4% do total. Isso mesmo com a leve queda do setor registrada. Enquanto que em 2020, Goiás tinha 7,17 mil comércios desse tipo, no ano seguinte reduziu para 7,15 mil.

Em 2021, segundo o IBGE, Goiás possuía 68,5 mil unidades locais de empresas comerciais. Isso coloca o comércio goiano como o oitavo maior do país. Os números revelados pela pesquisa mostra um novo recorde da série histórica iniciada em 2007. Em 2020, o número era 8% menor.

Emprego e renda
O setor empregava, de acordo com a pesquisa, 348,4 mil pessoas. Desse total, 68% trabalhava no comércio varejista, 19,1% no comércio por atacado e 12,9% no comércio de veículos, peças e motocicletas.

Comparado com 2020, o comércio de veículos, peças e motocicletas empregou 11,2% pessoas a mais do que em 2021, saindo de 40,5 mil para 45 mil pessoas. O comércio por atacado subiu 3,9%, saindo de 64 mil pessoas para 66,5 mil. Já o comércio varejista, por sua vez, cresceu apenas em 1,4% o total de pessoal ocupado em 2021, saindo de 233,7 mil para 236,9 mil pessoas.

A média salarial do comércio goiano era de R$ 1.878,78 em 2021, o que representou um aumento de 4,5%, quando comparado a 2020. No setor, quem paga melhor é o comércio atacadista, com salário mensal médio de R$ 3.037,05. Em segundo lugar, ficou o comércio de veículos, peças e motocicletas, que pagava, em média, R$ 2.081,79.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *