Seja bem-vindo. 1 de março de 2024 23:46
Previous
Next

Fotos: administradora regional mostra ferimentos causados por marido

Administradora regional de Água Quente denunciou o marido, Rossini Marian Fragelli, após apanhar com pedaço de madeira por quase 6 horas

Imagens obtidas mostram as marcas de agressão deixadas no corpo da administradora regional de Água Quente, Lúcia Gomes da Silva, 50 anos, após ela ser espancada com um pedaço de madeira pelo marido nesse domingo (26/11).

Em um relacionamento com a vítima há 16 anos, Rossini Marian Pires Fragelli, 44, teria feito a companheira refém por seis horas e ameaçado cortar a cabeça dela.

As fotografias revelam que Lúcia ficou com diversas manchas escuras nas pernas, após sofrer as agressões.

A coluna Grande Angular apurou que o agressor é ex-detento e estaria sob efeito de cocaína quando cometeu o crime.

Rossini teria acusado Lúcia de ter um caso com um conhecido do casal. A vítima negou as informações, mas o criminoso não acreditou e a agrediu.

A violência ocorreu na casa onde os dois moravam, na região administrativa de Água Quente. Antes de cometer as agressões, Rossini chegou a tomar o celular da vítima e a aumentar o volume de um aparelho de som, para abafar os gritos da vítima.

Em seguida, usou uma ripa de telhado para agredi-la a cada vez que ela negava as acusações. Na sequência, o criminoso ameaçou decapitar a esposa caso ela procurasse ajuda.

Depois de ficar seis horas sob poder do companheiro, Lúcia conseguiu denunciar o marido por injúria, ameaça, violência doméstica e cárcere privado. O caso está é investigado pela 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte).

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *