Seja bem-vindo. 21 de abril de 2024 02:11
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Em briga de vizinhos, homem morre ao levar tiro de chumbinho no olho

Após ser atingido pelo disparo de chumbinho, a vítima ainda levou chutes pelo corpo e uma paulada na cabeça com um pedaço de madeira

Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o homicídio de um homem atingido no olho por um disparo feito com espingarda de chumbinho. Fernando Antônio de Souza, 35 anos, foi baleado durante uma briga de vizinhos, em Ceilândia, em 4 de março. Levado em estado grave para o Hospital de Base, a vítima faleceu três dias depois, após ter morte cerebral.

As brigas entre as famílias de Fernando e dos autores, Kallebe Antônio Rezende, 23, e seu padrasto, Welton Antônio de Souza, 61, teriam se tornado constantes após a morte por afogamento de um parente dos autores. Fernando e seus familiares passaram a ser considerados culpados pela morte do jovem.

Antes de a vítima levar o tiro no olho, houve troca de ameaças entre os dois autores e Fernando. Durante a confusão, eles trocaram ofensas e pedras chegaram a ser atiradas contra o portão das residências. Em determinado momento, o clima esquentou, e Welton pegou a arma de pressão das mãos de Kallebe e abriu fogo contra Fernando, que estava a cerca de 4 metros de distância.

Após ser atingida pelo disparo, a vítima ainda levou chutes e uma paulada na cabeça com um pedaço de madeira. Após ter o olho perfurado pelo disparo, Fernando desabou na hora.

Em seguida, os dois autores subiram em uma moto e fugiram do local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Polícia Militar (PMDF) foram acionados. A vítima foi levada para o hospital em estado grave e não resistiu.

Horas depois, os dois autores procuraram a PCDF e prestaram depoimento, além de apresentarem a arma de pressão usada no crime. Ambos justificaram que agiram em legítima defesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *