Seja bem-vindo. 14 de junho de 2024 06:38
Previous slide
Next slide

Criminoso que recebeu R$ 200 mi para resgatar Marcola está em Brasília

Conforme a coluna noticiou, outros integrantes da chamada “velha guarda” do PCC também se juntaram a Marcola, em Brasília

Preso desde 2020 sob custódia do Sistema Penitenciário Federal, o traficante Gilberto Aparecido dos Santos, conhecido como Fuminho, foi transferido na última semana do complexo de segurança máxima localizado em Mossoró (RN) para a Penitenciária Federal de Brasília.

Segundo investigações, o criminoso recebeu R$ 200 milhões do comandante do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para que o ajudasse a fugir da prisão de Brasília.

Conforme a coluna noticiou, outros integrantes da chamada “velha guarda” do PCC também se juntaram a Marcola em Brasília nos últimos dias. São eles: Cláudio Barbará da Silva, o Barbará, 62 anos, e Reginaldo do Nascimento, o Jatobá, 52. A dupla estava em Mossoró antes de desembarcar na capital federal.

Ainda estão na unidade do DF outros integrantes da cúpula do PCC, como Roberto Soriano, conhecido como Tiriça, e Abel Pacheco de Andrade, o Vida Loka. A Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen) promove, com frequência, esse tipo de rodízio por motivos de segurança.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *