Seja bem-vindo. 16 de abril de 2024 04:15
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Agentes que caçaram Lázaro em Goiás atuam nas buscas por fugitivos do presídio de Mossoró

A ação conta com 600 agentes de diversas forças policiais

As buscas pelos criminosos do Comando Vermelho, que fugiram do presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, contam com cerca de 20 agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que também participaram da caçada ao assassino Lázaro Barbosa, em junho de 2021, em Goiás, segundo informações do site Metrópoles.

Desde a última sexta-feira (16), uma equipe do Grupo de Respostas Rápidas (GRR), considerado o braço de elite da PRF, está em Mossoró. Os agentes são especializados em incursões em áreas remotas.

Além disso, um grupo de elite da Polícia Federal, o Comando de Operações Táticas (COT), também deslocou um efetivo para Mossoró, assim como a Força Nacional de Segurança Pública.

As buscas pelos criminosos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró completaram uma semana nesta quarta (21). A ação conta com 600 agentes de diversas forças policiais. Inclusive, a fuga dos dois criminosos é a primeira registrada na história do sistema penitenciário federal, criado em 2006.

Caso Lázaro Barbosa

As buscas por Lázaro Barbosa duraram 20 dias. Ele foi morto com 38 tiros em confronto com as forças de segurança, em Águas Lindas de Goiás, em 2021.

Ao criminoso eram atribuídos os assassinatos de quatro integrantes de uma mesma família em Ceilândia, região do Entorno do Distrito Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *