Seja bem-vindo. 24 de junho de 2024 03:50
Previous slide
Next slide

Rapper é preso no Entorno do DF por estuprar jovem adormecida

Polícia de Goiás prendeu, nessa 2ª feira, o rapper Wilker de Souza Dias, investigado pelo crime de estupro de vulnerável

 

A polícia de Goiás prendeu, nessa segunda-feira (20/5), o rapper Wilker de Souza Dias (foto em destaque), por estupro de vulnerável contra uma jovem de 22 anos. A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) concluiu o inquérito das investigações e indiciou o cantor pelo crime.

A 2ª Vara Criminal de Formosa acatou o pedido da PCGO e decretou a prisão preventiva de Wilker. O cantor foi levado por policiais militares para a central de flagrantes da cidade, onde ocorreu o cumprimento do mandado, e para o sistema penitenciário local, onde se encontra à disposição da Justiça.

 

A violência sexual ocorreu no município de Formosa (GO), no Entorno do Distrito Federal. Em novembro de 2023, segundo as apurações da polícia, a vítima estava numa festa em casa, quando um conhecido levou o rapper como convidado.

 

A 2ª Vara Criminal de Formosa acatou o pedido da PCGO e decretou a prisão preventiva de Wilker. O cantor foi levado por policiais militares para a central de flagrantes da cidade, onde ocorreu o cumprimento do mandado, e para o sistema penitenciário local, onde se encontra à disposição da Justiça.

 

A violência sexual ocorreu no município de Formosa (GO), no Entorno do Distrito Federal. Em novembro de 2023, segundo as apurações da polícia, a vítima estava numa festa em casa, quando um conhecido levou o rapper como convidado.

 

Wilker teria entrado no quarto da jovem e a atacado sexualmente, enquanto ela dormia, após o fim do evento. Ele foi denunciado por tocar as partes íntimas da vítima, que acordou assustada e correu para chamar o namorado. Em seguida, o cantor fugiu do local.

 

O rapper tem antecedentes criminais por causa de um delito parecido, cometido em 2022. Em março daquele ano, outra vítima também acordou com toques de Wilker nas partes íntimas dela. Em seguida, deu-se conta de que o cantor estava embaixo da cama.

 

“Esse [mais recente] não é um caso isolado, pois o suspeito tem histórico de comportamentos semelhantes, com registros anteriores de crimes de natureza sexual. Diante da gravidade e da recorrência desses atos, a Polícia Civil, por meio da Deam, representou pela prisão preventiva do investigado, a qual foi prontamente decretada pela Justiça”, afirmou o delegado Yasser Yassine, que investigou a ocorrência deste ano contra o rapper.

 

Interrogado nesta terça-feira (21/5), Wilker ficou em silêncio. A polícia divulgou a foto dele como forma de obter possíveis novas informações e descobrir eventuais outras vítimas ou testemunhas de crimes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *