Seja bem-vindo. 19 de julho de 2024 12:09
Previous slide
Next slide

Inconformado com final do relacionamento, homem atropela e tenta matar Ex em Taguatinga DF.

Antes da tentativa de feminicídio, a jovem registrou duas ocorrências de Maria da penha contra o autor na Deam.

A polícia Civil do distrito federal por meio da 21ª Delegacia de Polícia em Taguatinga Sul, tomou conhecimento da tentativa de feminicídio que ocorreu na madrugada do dia 02/12 por volta das 4h40 em frente uma choperia da cidade.

Segundo apurado pela equipe de reportagem, o autor do crime abadio Francislei Victor Manso 30 anos, inconformado com final do relacionamento com a jovem de 24 anos, atropelou a mulher passando com as rodas do veículo VW Golf cor branca de sua propriedade por cima da jovem, o caso não foi pior pois populares começaram a gritar.

O Motivo da tentativa de feminicídio como é tratado pela polícia civil, ocorreu depois que a vítima terminou com autor o relacionamento que era marcado por agressões, tanto físicas como verbal, segundo apurado o homem é muito ciumento e violento agredia a vítima, com término, ele começou a persegui-la em locais que ela frequentava.

No dia do crime, a jovem se divertia, segundo testemunhas o autor chegou no estabelecimento á chamou para fora pensando ela que seria uma conversa, foi no momento que ele (autor) entrou no veículo engatou a marcha ré batendo em carros que estavam estacionados.

Em seguida acelerou o carro para frente e atropelou a jovem, ao cair ela sofreu várias lesões, fraturas, e hematomas espalhados pelo corpo, em seguida, ele tenta atropelar novamente, mas foge quando vê as pessoas gritar para não fazer, com a movimentação das testemunhas, o acusado foge do local, a vítima foi socorrida pelo corpo de bombeiros ao hospital particular Santa Marta onde passou por procedimentos e segue em observação. Assim que soube do ocorrido, o pai da vítima foi ao hospital, chegou a conversar com testemunhas e seguiu até a delegacia para registrar a ocorrência de fato.

Na delegacia, familiares da vítima disse em depoimento que a jovem já registrou duas ocorrências na delegacia de Atendimento especializada de atendimento a Mulher, de natureza Lei Maria da Penha, mas não soube informar se as medidas Protetivas de urgência solicitadas ainda estão em vigor.

Ele ainda disse que o autor perturba toda família mesmo após os registros das ocorrências policiais, pelo pai, foi solicitado outra medida Protetiva de urgência, ele não soube responder se as medias requeridas anteriormente estão em vigor, que no total, somando três medidas protetiva de urgência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *