Seja bem-vindo. 26 de fevereiro de 2024 15:47
Previous
Next

Homem mata a ex-namorada a pauladas e tenta esfaquear guardas em Senador Canedo, diz polícia

Homem mata a ex-namorada a pauladas e tenta esfaquear guardas em Senador Canedo, diz polícia

 

Vizinhos ouviram os dois brigando e chamaram a polícia. Suspeito tentou esfaquear agentes e foi baleado na barriga.

Uma mulher de 30 anos foi morta a pauladas pelo ex-namorado, em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia, relata a Polícia Civil (PC). Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), após cometer o crime, o suspeito fugiu, mas foi encontrado e, durante a abordagem, tentou esfaquear os agentes, que o balearam.

O crime aconteceu na noite de sábado (2), no setor Vila Santa Rosa. O suspeito foi baleado na barriga, ficou internado no Hospital Estadual de Urgências de Goiás (Hugo), recebeu alta e foi autuado em flagrante nesta segunda-feira (4). O g1 não localizou a defesa dele para um posicionamento até a última atualização dessa reportagem.

A guarda relata que vizinhos denunciaram que haviam duas pessoas brigando dentro da casa onde o suspeito mora. Ao chegarem no local, os guardas encontraram a mulher morta. Neste momento, outra viatura foi chamada para tentar localizar o suspeito, que foi encontrado ainda na região.

“Ele estava com o pedaço de pau que usou para matar a ex-namorada e uma faca”, detalha a guarda.

Os guardas se aproximaram para abordar o suspeito, que partiu para cima dos oficiais ameaçando golpeá-los com a faca. Para contê-lo, os agentes o balearam na barriga. “Nós chamamos o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que levou o suspeito para o Hugo”, disse.

Enquanto aguardava o socorro, o suspeito confessou à GCM que teria matado a ex-namorada. Após dois dias internado no Hugo, o homem recebeu alta médica e foi conduzido à Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), onde foi autuado em flagrante por feminicídio e preso.

A polícia informou que solicitou a perícia na casa do suspeito, que o Instituto Médico Legal (IML) realizou a retirada do corpo da vítima e deve realizar os laudos para entender como o crime aconteceu. O caso será investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *