Seja bem-vindo. 16 de abril de 2024 05:08
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Homem em aparente surto psicótico ataca PM com faca e é baleado. 

Caso ocorreu na Quadra 715 Norte neste domingo (24/3). Segundo a PMDF, o homem estava em “surto psicótico”

Um homem de identidade não revelada foi baleado por um policial militar na Qu8adra 715 Norte, área nobre do Distrito Federal, na madrugada deste domingo (24/3). De acordo com a Polícia Militar (PMDF), o homem estava “em surto psicótico” e chegou a ir para cima do policial com uma faca.

Chegando ao local, a equipe falou com o porteiro do prédio e subiu até o apartamento que havia solicitado o socorro. Ao tocarem a campainha, os dois PMs ouviram passos apressados, uma senhora abriu a porta e informou que o filho estaria armado com uma faca.

Toda a ação foi gravada pela câmera acoplada no uniforme do PM. O caso teve início quando os policiais foram acionados para atenderem a um ocorrência de violência doméstica no edifício em questão.

Neste momento, o homem “aparentando estar em surto psicótico, partiu para cima dos policiais com a faca em punho”. Neste momento, o policial atirou e acertou o homem na região abdominal.

Em nota, a PMDF informou que o tiro foi feito com “o objetivo de impedir a agressão e deter o indivíduo”.

Após o homem ser atingido, a mulher que abriu a porta identificou-se como mãe do homem e informou que ele era usuário de drogas. Ela chegou a dizer que ele já havia sido internado várias vezes para tratamento, mas fazia ameaças constantes.

Ainda de acordo com a PMDF, o socorro médico foi solicitado pelos próprios policiais. “O homem atingido permanecia consciente o tempo todo, porém, psicologicamente alterado e exaltado, pedindo desculpas à equipe policial”.

O rapaz foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e conduzido ao Hospital de Base de Brasília, onde recebeu tratamento. Ele está fora de perigo, mas permanecerá em observação.

Os pais do jovem foram encaminhados à 5ª Delegacia de Polícia Civil (Asa Norte), onde foi registrada ocorrência de resistência e tentativa de lesão corporal contra os policiais militares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *