Seja bem-vindo. 14 de junho de 2024 05:10
Previous slide
Next slide

Governo de Goiás seleciona produtores para projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã

Governo de Goiás seleciona produtores para projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã

Agricultores de Flores de Goiás, São João D’Aliança e Formosa podem se inscrever até 27 de dezembro; 138 serão selecionados.

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (Seapa) e da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), publicou o edital de Chamamento Público nº 002/2023, que tem o objetivo de selecionar 138 produtores rurais familiares oriundos da reforma agrária, que tenham interesse em participar do projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã. Os interessados podem se inscrever até 27 de dezembro no site da Seapa.

Operacionalizado pela Seapa, em parceria com os municípios de Flores de Goiás, São João D’Aliança e Formosa e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), o projeto visa implantar sistemas de irrigação em propriedades rurais dos municípios citados, para promover a inclusão produtiva, o fomento e o desenvolvimento socioeconômico na região Nordeste do Estado de Goiás.

A ideia é estimular o trabalho, especialmente, de produtores oriundos da reforma agrária e de comunidades tradicionais, transformando a realidade local por meio do aumento da produtividade agrícola e da geração de emprego, melhorando a qualidade de vida de agricultores familiares da região. A atividade escolhida para isso é a fruticultura – especificamente manga e maracujá –, que combina bem com as características da região, como o formato do terreno, o clima e a água disponível.

Com esta etapa do projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã, somada ao projeto piloto, executado com 10 produtores, a expectativa é cobrir 296 hectares, abastecidos, em sua maioria, pelas barragens do Rio Paranã e Ribeirão Porteira. A área tem capacidade para produzir aproximadamente 4,2 mil toneladas de maracujá e 6 mil toneladas de manga por ano, a partir do segundo e terceiro anos de cultivo, respectivamente.

Seleção

Atendidos os critérios de participação contidos no edital, os agricultores receberão uma visita da equipe técnica da Seapa e da Emater, que verificarão a aptidão do produtor e da propriedade com base em critérios técnicos, como ter uma área disponível, afinidade com a irrigação e, principalmente, disponibilidade hídrica. Os produtores selecionados contarão com a assistência técnica da Emater e do Senar Goiás para manejo da produção; e o Sistema OCB-GO dará apoio à criação de cooperativas.

Cada propriedade beneficiada vai receber um conjunto de irrigação para cobrir dois hectares. No início, cada plantação terá um hectare de manga e um hectare de maracujá, ambos irrigados. O Governo de Goiás fornecerá a estrutura de irrigação, que foi custeada pela Codevasf.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *