Seja bem-vindo. 19 de julho de 2024 22:01
Previous slide
Next slide

Governador Ronaldo Caiado e primeira-dama Gracinha Caiado acompanharam os preparativos para a saída do comboio, na manhã desta sexta-feira (10/05), em Goiânia; veículos levam alimentos, água potável, roupas e medicamentos

Governador Ronaldo Caiado e primeira-dama Gracinha Caiado acompanharam os preparativos para a saída do comboio, na manhã desta sexta-feira (10/05), em Goiânia; veículos levam alimentos, água potável, roupas e medicamentos

Donativos arrecadados por meio de campanhas do Governo de Goiás, empresas e população serão levados ao Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (10/05), para apoiar as famílias vítimas da enchente da última semana. O governador Ronaldo Caiado e a coordenadora do Goiás Social e primeira-dama Gracinha Caiado acompanharam os últimos preparativos para a partida do comboio de 16 carretas, em uma área ao lado do Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Com 200 toneladas alimentos, água potável, roupas, colchões e medicamentos, os veículos devem chegar em solo gaúcho entre domingo e segunda-feira. “Esses produtos serão levados para atender vidas. Por isso, estamos colocando carinho ao embalar cada item, discriminando e organizando os pacotes para facilitar a vida daqueles que já estão em dificuldade”, enfatizou o governador, após afirmar que a tragédia merece “dedicação” por parte dos governantes de todo o Brasil.

A remessa inclui 60 toneladas de cestas básicas, 100 mil litros de água, 42 toneladas de roupas, cobertores e 10 mil unidades do alimento Mix do Bem, além de kits de medicamentos. O comboio terá livre trânsito nas praças de pedágio ao longo do trajeto de mais de 2 mil quilômetros. “Agradeço por esse trabalho desenvolvido por vocês e digo que nós teremos outros comboios partindo de Goiás, principalmente com medicamentos, que é o que mais nos preocupa neste momento”, acrescentou Caiado.

“Estamos enviando também mil filtros de barro, porque muitas localidades estão sem energia elétrica e essa é a maneira mais fácil de filtrar água para beber”, explicou a primeira-dama. Ela pediu à população que continue fazendo doações, já que a arrecadação seguirá até o dia 22 deste mês. Os quartéis do Corpo de Bombeiros estão entre os pontos de coleta. “Se cada um se colocar no lugar daquelas pessoas, a gente consegue ajudar muito mais. Juntos, nossa ajuda é muito maior”.

“Cataratas do Jardim Ingá”: chuva forte destrói rua na avenida principal no Entorno do DF

“Cataratas do Jardim Ingá”: chuva forte destrói rua na avenida principal no Entorno do DF

Avenida Lucena Roriz, no Jardim Ingá, ficou totalmente interditada após fortes chuvas destruírem rua. Não há registro de vítimas no local

Fortes chuvas que caíram neste sábado (6/1) no Jardim Ingá destruíram parte da Avenida Lucena Roriz no distrito de Luziânia – município do Entorno do Distrito Federal.

Moradores do distrito chamaram ironicamente a erosão de “cataratas do Jardim Ingá”. Pelas imagens é possível ver a destruição da avenida, que consiste em um rombo no asfalto.

De acordo com a Defesa Civil do município, duas pistas da principal avenida no local foram completamente danificadas pela erosão. A avenida ficou totalmente interditada.

As equipes foram acionadas por volta das 20 horas deste sábado após um intenso temporal em “curto espaço de tempo”, conforme destacou o coordenador municipal da Defesa Civil, capitão Edmar dos Santos.

“A erosão ocorreu em um bueiro celular na pista”, explicou o capitão. Esse tipo de construção trata-se de obras moldadas ou pré-moldadas e abrangem estruturas de concreto armado. “A base de cima do bueiro ficou totalmente comprometida”, afirmou.

O nosso veículo apurou que servidores da prefeitura e da secretaria de obras de Luziânia estão no local para prestar assistência, isolando a área para evitar acidentes.

Mulher morre após ser esfaqueada na feira da Torre de TV, em Brasília

Mulher morre após ser esfaqueada na feira da Torre de TV, em Brasília

Vítima não tinha sido identificada até última atualização desta reportagem. Caso é investigado pela 5ª Delegacia de Polícia, na Asa Norte.

Uma mulher morreu após ser esfaqueada na feira da Torre de TV, na área central de Brasília, na noite deste sábado (7). A feira já estava fechada e o suspeito não foi localizado após a Polícia Militar chegar ao local.

A vítima chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos. A mulher não havia sido identificada até a última atualização desta reportagem.

De acordo com uma testemunha, a mulher gritou por socorro após ser atingida pelas facadas. O caso é investigado pela 5ª Delegacia de Polícia, na Asa Norte.

Outras pessoas que estavam no local deram a descrição de um homem, que estaria com a mulher pouco antes do crime. Uma pessoa com características semelhantes foi detida pela Polícia Militar e encaminhada para a delegacia. No entanto, ele negou envolvimento e disse ainda que não conhecia a vítima.

Operários do 7 de Setembro caíram de estrutura a uma altura de oito metros

Operários do 7 de Setembro caíram de estrutura a uma altura de oito metros

Quatro pessoas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros. Todas foram transportadas para o Hospital de Base, uma morreu e outras e duas aguardam por cirurgia

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) deu detalhes do acidente que matou um operário e deixou outros três feridos, na tarde desta quinta-feira (31/8), enquanto eles trabalhavam na montagem de uma estrutura que seria utilizada no feriado de 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministério, próximo a Catedral Metropolitana de Brasília.

De acordo com a assessoria da corporação, os militares foram chamados por volta das 15h30. Os operários caíram de uma estrutura de aproximadamente 8 metros. Após avaliação de risco, a primeira vítima, de 39 anos foi retirada. O homem apresentava traumatismo cranioencefálico (TCE), ferimento do lado esquerdo do tórax e rebaixamento dos sinais vitais. Ele foi transportado em estado grave, inconsciente e instável.

TRAGÉDIA
Operários do 7 de Setembro caíram de estrutura a uma altura de oito metros
Quatro pessoas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros. Todas foram transportadas para o Hospital de Base, uma morreu e outras e duas aguardam por cirurgia

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) deu detalhes do acidente que matou um operário e deixou outros três feridos, na tarde desta quinta-feira (31/8), enquanto eles trabalhavam na montagem de uma estrutura que seria utilizada no feriado de 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministério, próximo a Catedral Metropolitana de Brasília.

De acordo com a assessoria da corporação, os militares foram chamados por volta das 15h30. Os operários caíram de uma estrutura de aproximadamente 8 metros. Após avaliação de risco, a primeira vítima, de 39 anos foi retirada. O homem apresentava traumatismo cranioencefálico (TCE), ferimento do lado esquerdo do tórax e rebaixamento dos sinais vitais. Ele foi transportado em estado grave, inconsciente e instável.

A segunda vítima, de 35 anos, também estava em estado grave . Ele foi atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) diretor para o Hospital de Base de Brasília (HBB). O CBMDF não possui detalhes

O terceiro operário acidentado, de 37 anos, também foi levado para o Hospital de Base. Ele tinha uma fratura exposta na perna direita e escoriações pelo corpo. Segundo os bombeiros, ele estava consciente, orientado e instável.

O quarto e último trabalhador, de 30 anos, foi atendido e transportado pelo CBMDF com ferimento na perna e dores no quadril. Estava consciente, orientado e instável.

TRAGÉDIA
Operários do 7 de Setembro caíram de estrutura a uma altura de oito metros
Quatro pessoas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros. Todas foram transportadas para o Hospital de Base, uma morreu e outras e duas aguardam por cirurgia

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) deu detalhes do acidente que matou um operário e deixou outros três feridos, na tarde desta quinta-feira (31/8), enquanto eles trabalhavam na montagem de uma estrutura que seria utilizada no feriado de 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministério, próximo a Catedral Metropolitana de Brasília.

De acordo com a assessoria da corporação, os militares foram chamados por volta das 15h30. Os operários caíram de uma estrutura de aproximadamente 8 metros. Após avaliação de risco, a primeira vítima, de 39 anos foi retirada. O homem apresentava traumatismo cranioencefálico (TCE), ferimento do lado esquerdo do tórax e rebaixamento dos sinais vitais. Ele foi transportado em estado grave, inconsciente e instável.

A segunda vítima, de 35 anos, também estava em estado grave . Ele foi atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) diretor para o Hospital de Base de Brasília (HBB). O CBMDF não possui detalhes

O terceiro operário acidentado, de 37 anos, também foi levado para o Hospital de Base. Ele tinha uma fratura exposta na perna direita e escoriações pelo corpo. Segundo os bombeiros, ele estava consciente, orientado e instável.

O quarto e último trabalhador, de 30 anos, foi atendido e transportado pelo CBMDF com ferimento na perna e dores no quadril. Estava consciente, orientado e instável.

O acidente
De acordo com fontes ouvidas pelo Correio, os operários estavam montando uma viga de sustentação de uma das torres da arquibancada. Todos usavam equipamento de proteção individual (EPI) na hora do acidente, na hora da queda. Devido à altura um dos trabalhadores teve o capacete de proteção dividido ao meio, com o impacto da queda ele sofreu traumatismo craniano.

Dois operários estão no Hospital de Base aguardando cirurgia. As famílias se encontram no local, mas não quiseram se manifestar até o momento. Uma delas apenas informou que Jardelmo Nunes da Silva se encontra em coma e aguardando por cirurgia.

Fontes da empresa, com mais de 30 anos no mercado no Distrito Federal, informaram que estão prestando toda o apoio às vítimas e familiares.

Pesar
Em nota, a Secretaria de Comunicação do governo federal lamentou o acidente com os operário e a morte de Genes Gomes Coelho. “Os funcionários atuavam na montagem da estrutura de uma exposição, evento paralelo ao desfile do 7 de Setembro. As causas do acidente serão devidamente apuradas pelos órgãos competentes”, destaca a nota.

Confira nota da Secom do governo federal na íntegra:

“A Secretaria de Comunicação Social (Secom) lamenta o falecimento de Genes Gomes Coelho, no acidente que ocorreu nesta quinta-feira (31/8), em Brasília (DF), com quatro trabalhadores da empresa Palco Locação. Três trabalhadores estão no Hospital de Base — Jessé Dionísio de Sousa, Jardelmo Nunes da Silva e Maxwell Meira da Silva.

Os funcionários atuavam na montagem da estrutura de uma exposição, evento paralelo ao desfile do 7 de Setembro. As causas do acidente serão devidamente apuradas pelos órgãos competentes.

A Secom manifesta sentimentos de solidariedade aos trabalhadores e suas famílias. E fica à disposição para auxiliar no que for necessário”.

Mãe e filha mortas em acidente no DF serão sepultadas nesta segunda

Mãe e filha mortas em acidente no DF serão sepultadas nesta segunda

Acidente que matou Joana Antunes, 69 anos, e a filha Fátima Antunes, 46, aconteceu na tarde deste sábado (27/5), na DF-251, próximo ao Café-sem-Troco, em São Sebastião

Joana Antunes, 69 anos, e a filha, Fátima Antunes, 46, serão veladas na manhã desta segunda-feira (29/5), no Cemitério Campo da Esperança na Asa Sul. O início do velório está previsto para as 9h30, segundo parentes das vítimas. As familiares morreram na tarde deste sábado (27/5), após o carro em que estavam, um Palio Branco, colidir de frente com uma caminhonete, na DF-251, próximo ao Café-sem-Troco, em São Sebastião.

Para aqueles que quiserem acompanhar o sepultamento haverá ônibus saindo do Assentamento 1º de julho e da Capelinha São Francisco, às 8h40. Dentro do carro delas, ontem, ainda estavam mais duas pessoas. De acordo com o Corpo de Bombeiros (CBMDF), Fátima foi encontrada presa em meio às ferragens. Mesmo sendo retirada pela equipe de socorro, entrou em parada cardiorrespiratória. Os socorristas, prontamente, iniciaram as manobras de reanimação, que duraram 40 minutos. Entretanto, ela não resistiu e a morte foi declarado ainda no local.

Joana, em contrapartida, foi encontrada desorientada, instável, com nível baixo de consciência e em estado grave. Além disso, tinha suspeita de fratura no braço e hemorragia interna. Assim que a equipe de socorro estabilizou seu quadro, foi transportada de helicóptero para o Hospital de Base (HBDF). Porém, acabou morrendo na unidade.

Briga em frente a supermercado acaba em tiro e morte no DF

Briga em frente a supermercado acaba em tiro e morte no DF

Duas pessoas estariam discutindo na frente de um mercado até que uma delas matou o desafeto a tiros; PMDF procura pelo suspeito

Federal à procura do suspeito de matar um homem, de identidade não informada, após uma discussão. O crime ocorreu na tarde desta quinta-feira (27/4), na Avenida 9 de Julho da Estrutural.

De acordo com a PMDF, militares da corporação encontraram o corpo da vítima, que tinha 40 anos, dentro de um carro (foto em destaque).

Ainda segundo informações repassadas pela PM, duas pessoas estavam discutindo na frente de um mercado. Uma delas estava indo embora, quando a outra disparou. O autor fugiu do local e não havia sido preso até a publicação deste texto.

No DF, irmãos esfaqueiam homem na cabeça após esbarrão na rua

No DF, irmãos esfaqueiam homem na cabeça após esbarrão na rua

Crime aconteceu na noite dessa segunda-feira (17/4). Vítima foi encaminhada em estado grave ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT)

Dois irmãos de 20 e 17 anos foram presos, na noite dessa segunda-feira (17/4), após golpearem diversas vezes a cabeça e costas de um jovem de 20 anos em Taguatinga Sul, no Distrito Federal. A vítima, que já havia tido desavenças anteriores com a dupla, foi agredida depois de esbarrar em um dos criminosos enquanto andava de bicicleta.

Conforme relatado à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), após “a topada”, os envolvidos passaram a discutir. Em determinado momento, os irmãos retornaram para casa, pegaram facas e seguiram à procura do alvo.

Ao encontrarem, o golpearam ao menos 7 vezes. A vítima foi encaminhada em estado grave ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Os autores foram localizados e detidos pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) em um prédio na QSE 15 de Taguatinga. Com eles, os militares encontraram as armas do crime, além de drogas e balanças de precisão.

O irmão mais novo foi ouvido na Delegacia da Criança e do Adolescente 2 (DCA), enquanto o mais velho foi encaminhado a 21ª Delegacia de Polícia (Águas Claras). O último responderá por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e corrupção de menor.

Voçoroca avança e ameaça engolir trecho de BR em Valparaíso (GO), ‘tragédia anunciada’

Voçoroca avança e ameaça engolir trecho de BR em Valparaíso (GO), ‘tragédia anunciada’

Terreno é particular e MP cobra que donos e prefeitura solucionem o problema, que se arrasta há 30 anos.

Erosão está a poucos metros da margem da BR-040 e preocupa moradores. Uma cratera de 500 metros de extensão avança sobre a BR-040, em Valparaíso de Goiás, cidade do Entorno do Distrito Federal, e preocupa moradores. A erosão existe há 30 anos, mas triplicou de tamanho nos últimos cinco.

Uma voçoroca de cerca de 500 metros de comprimento e 40 metros de largura ameaça engolir parte da BR-040, em Valparaíso de Goiás. O problema se arrasta há anos e a obra para conter a erosão não começou.

A voçoroca fica localizada no bairro Esplanada III, na divisa de Goiás com o Distrito Federal. Imagens feitas com um drone em 29 de outubro mostram a dimensão do problema. É possível ver que a erosão fica a poucos metros da via marginal da rodovia e que uma das bordas, de aproximadamente 2 metros quadrados, está prestes a desabar, o que pode acontecer com as próximas chuvas.

A voçoroca é causada pela água das chuvas. Porém, o processo de urbanização da região acabou agravando a situação. Uma das hipóteses para o problema é a falta de infraestrutura de drenagem de águas da chuva.

O buraco fica em um terreno particular às margens da rodovia. Segundo a gestora ambiental Paloma Ludmila Moraes, que estuda essa voçoroca, o terreno fica em uma área de proteção ambiental onde deveria ter sido criado um parque municipal.

Porém, a área onde seria construído o parque nunca foi delimitada e o processo de urbanização seguiu avançando. Em 2015, o Ministério Público pediu a recuperação da área onde está a voçoroca, mas nada foi feito até então.

Em 2017, o MP propôs um acordo entre os donos do terreno e o município para a recuperação da área. O termo, no entanto, não foi cumprido. Um novo acordo foi feito em 2020.

Em contato, a Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos de Valparaíso disse que existe um cronograma de ações com o proprietário da área, que é particular, a Via 040 e o MP-GO para solucionar definitivamente o problema de erosão. No entanto, ressalta que a galeria de drenagem é de responsabilidade da concessionária Via 040.

“No momento, a Prefeitura Municipal não possui condição de atuar neste trecho, tendo em vista que a voçoroca está num ponto de concessão da Rodovia Federal”, diz a nota enviada. O governo local admitiu que está prevista a construção de um parque ecológico, mas não informou uma data para o início do trabalho.

Erosão às margens, cada dia avança mais em Valparaiso de Goiás e em breve pode colocar até o comércio da cidade em risco, além de motoristas que passam pela via citada.

Um Termo de Ajuste e Conduta (TAC) durante a pandemia teria sido acordado para recuperar o local, mas por horas, não avançou.

Ônibus com 30 passageiros tomba na BR-040; cinco pessoas ficaram feridas em Valparaíso 

Ônibus com 30 passageiros tomba na BR-040; cinco pessoas ficaram feridas em Valparaíso

Acidente ocorreu em Valparaíso, no Entorno do DF, por causa da forte chuva na quarta-feira (11/1). Cinco pessoas ficaram levemente feridas.

Um ônibus tombou na BR-040, na altura de Valparaíso, no Entorno do DF, por causa da forte chuva que ocorreu na quarta-feira (11/1). Cinco pessoas tiveram ferimentos leves. Os feridos foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e depois foram encaminhados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), sendo liberados em seguida. As informações são da TV Brasília.

A empresa Catedral, responsável pelo ônibus, disse que o tombamento do veículo se deu por causa da pista molhada. Na quarta, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que o Distrito Federal segue em alerta amarelo por causa da possibilidade de chuvas intensas.

Recomendações de segurança em caso de chuvas intensas
Não utilize equipamentos elétricos;
Evite tomar banho durante a tempestade;
Não utilize o telefone caso esteja conectado à rede elétrica;
Evite a proximidade e o contato com materiais condutores de energia;
Mantenha-se sempre calçado;
Antes da tempestade desligue todos os aparelhos eletroeletrônicos das tomadas.
Em caso de tempestade com raios, procure abrigo;
Não se exponha à chuva;
Não se abrigue embaixo de árvores;
Evite a rua e andar, principalmente, embaixo da rede elétrica;
O interior do carro é um local isolado e seguro.
Fonte: Defesa Civil*

Mãe e filha morrem atropeladas na faixa de pedestre em Planaltina

Mãe e filha morrem atropeladas na faixa de pedestre em Planaltina

As vítimas atravessavam a faixa de pedestres quando foram atingidas por um motociclista. Ele foi levado para o Hospital Regional de Planaltina com ferimentos nas pernas.

Mãe e filha morreram atropeladas durante a travessia da faixa de pedestres, em Planaltina, no Distrito Federal. O sinistro de trânsito aconteceu pouco antes das 12h, na Avenida Independência, em frente ao Atacadão Dia a Dia.

Segundo informações da Polícia Militar, que está no local, as vítimas foram atingidas por uma motocicleta. O condutor da moto teve ferimentos nas pernas e foi levado para o Hospital Regional de Planaltina, consciente.

As identidades da mulher e da criança, assim como as idades delas e do piloto da moto, estão sendo apurados.

Aguarde mais informações