Seja bem-vindo. 2 de março de 2024 00:57
Previous
Next

Trio é preso após fazer arrastão em lojas da quadra 08 de Sobradinho

Trio é preso após fazer arrastão em lojas da quadra 08 de Sobradinho

Policiais militares do Grupo Tático Operacional do 13º Batalhão (Gtop 33) prenderam um homem e duas mulheres suspeitos de furtarem três estabelecimentos comerciais na Quadra 08 de Sobradinho, às 16h desta sexta-feira (16).
Assim que tomaram conhecimento dos furtos, os policiais do 13º Batalhão realizaram o cerco na quadra para localizar o veículo usado pelos suspeitos. Ainda na Quadra 08 o carro foi localizado.
Dentro do veículo estavam roupas, material escolar, ferramentas, garrafas térmicas e talheres, num total de 67 itens.
O trio foi encaminhado para a 13ª DP onde foram autuados por furto em comércio. Eles tinham passagens por violação de domicílio, furto em comércio, violência doméstica, porte de arma branca e uso e porte de entorpecente.

PMDF apreende condutor embriagado em veículo com quase 13 mil de débitos

*PMDF – CCS*

*PMDF apreende condutor embriagado em veículo com quase 13 mil de débitos*

No dia 11 de fevereiro de 2024, por volta das 15h10, a *Polícia Militar do Distrito Federal*, por meio do *Batalhão de Policiamento de Trânsito*, em cumprimento da *OPERAÇÃO CARNAVAL*, acionou a equipe policial militar, para uma operação de fiscalização de trânsito na Via S2, altura do Brasil 21.

Durante a patrulha, os policiais militares visualizaram o veículo NISSAN TIIDA SEDAN, de cor PRATA, transitando pelo canteiro central divisor de pista. Ao dar ordem de parada, o condutor ignorou e tentou evadir-se, desencadeando um acompanhamento tático que culminou na abordagem do veículo no estacionamento em frente ao Parque da Cidade, altura do Parque Ana Lídia.

No momento da abordagem, os ocupantes do veículo já estavam desembarcando com a intenção de abandoná-lo, mas foram detidos pela equipe. Tratava-se de uma família de cinco pessoas, incluindo três menores. O condutor, apresentava hálito etílico e admitiu ter consumido Uísque. Apesar da recusa do teste do etilômetro, foram aplicadas quatro notificações, incluindo a recusa ao teste, veículo não licenciado, transitar pela faixa de canalização e desobedecer à ordem do Agente.

O veículo, que estava com licenciamento de 2016, R$ 12,750,00 em débitos e restrição judicial desde 2018, foi recolhido ao depósito do Detran via guincho, enquanto os ocupantes foram liberados, obedecendo a legislação de trânsito.

*POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL*
*Muito mais que segurança*

Policial militar mata homem durante abordagem em prostíbulo no DF

Homem armado com bastão de madeira com pregos na ponta reagiu a abordagem, e PM atirou duas vezes no suspeito. Caso aconteceu em Taguatinga

Um homem foi morto com dois tiros disparados por um policial militar, em Taguatinga Norte. O caso aconteceu por volta das 4h30 desta sexta-feira (22/12).

O suspeito estaria armado com um pedaço de madeira com pregos fixados na ponta e teria reagido a uma abordagem policial.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que havia sido acionada para atender a quatro chamados relativos a crime de ameaça, no primeiro andar de um prédio onde funciona um prostíbulo, na QNA 16.

Quando os PMs chegaram ao endereço, encontraram a vítima à janela do prédio, e ela jogou uma chave para que os policiais entrassem no edifício.

Na sequência, um homem com um bastão de madeira cheio de pregos e parafusos na ponta, segundo a corporação, partiu para cima dos policiais, e a equipe usou “a força necessária para conter a agressão”.

O Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) também esteve no local, mas encontrou o homem morto.

 

Tráfico de Drogas é desarticulado pela PMDF em operação noturna em Águas Claras

*PMDF – CCS*

*Tráfico de Drogas é desarticulado pela PMDF em operação noturna em Águas Claras*

Na noite do último dia 8 de dezembro, por volta das 23:30, o *17° Batalhão de Polícia Militar*, por meio das equipes Alfa e Bravo do *Grupo Tático Operacional 37 (GTOP 37)*, realizou uma operação que resultou na prisão de um indivíduo maior de idade e na apreensão de dois menores por tráfico de drogas em frente a um bar localizado na Avenida Pau Brasil, em Águas Claras.

O desencadeamento da operação ocorreu a partir de denúncias recebidas, sendo crucial a colaboração da comunidade, que forneceu vídeos mostrando as atividades suspeitas dos três envolvidos. O monitoramento subsequente confirmou a prática do crime de tráfico de entorpecentes no local, levando as equipes *Alfa* e *Bravo* do *GTOP 37* a agirem.

Diante da grande concentração de mais de 500 pessoas no local, as equipes do *GTOP37* realizaram uma operação rápida e eficaz para abordagem dos suspeitos. Em meio à multidão, os policiais conseguiram deter os três indivíduos envolvidos nas atividades ilícitas.
O desfecho da operação foi marcado pela efetividade das ações policiais:

• Um indivíduo foi preso em flagrante por tráfico de drogas.
• Um menor foi apreendido pelo crime análogo ao tráfico de drogas.
• Outro menor foi apreendido por estar com mandado de busca e apreensão em aberto.
• Aproximadamente 100 gramas de maconha foram apreendidas.
• Um celular com restrição foi apreendido na posse do indivíduo maior de idade.

A ação rápida e precisa do *GTOP37* demonstra o comprometimento da *Polícia Militar do Distrito Federal* em combater o tráfico de drogas e garantir a segurança da população. A colaboração da comunidade, por meio de denúncias, é fundamental para o sucesso dessas operações.

Agora, o caso segue para as devidas providências legais, contribuindo para a preservação da ordem pública e o enfrentamento ao crime na região de Águas Claras.

*Centro de Comunicação Social da PMDF*
_PMDF muito mais que segurança_

Policial civil atira em funcionários de empresa de telefonia que trabalhavam em rua do DF

Tiro acertou pneu do carro dos trabalhadores; ninguém se feriu. Agente da PCDF acusou funcionários de estarem furtando baterias de caixa telefônica.

Um policial civil armado atirou contra funcionários terceirizados de uma empresa de telefonia que trabalhavam em uma rua de Vicente Pires, no Distrito Federal, nesta terça-feira (5).

O tiro acertou o pneu do carro dos funcionários e ninguém ficou ferido. Um vídeo feito por moradores mostra o policial com a arma em punho, logo depois do disparo

A Polícia Militar foi acionada e levou todos os envolvidos para a 8ª Delegacia de Polícia, na Estrutural. Em depoimento, o policial civil Paulo Cézar Rodrigues afirmou que estava almoçando em um restaurante e que foi alertado sobre um furto de bateria de transmissão de dados ali perto.

O policial conta que foi até o local e viu o carro dos trabalhadores, sem identificação de empresa, e que os dois homens estavam em atitude suspeita, retirando as baterias “com força e ignorância”, demonstrando não terem capacidade técnica para lidar com o equipamento. O agente disse que acionou a Polícia Militar quatro vezes pelo 190 e informou o que estava acontecendo.

Por causa da demora da PM, Paulo Cézar decidiu abordar os homens para evitar a fuga. O policial afirmou que se identificou, mas um um dos funcionários foi para cima dele.

Segundo o agente, por risco de vida, disparou no pneu do carro. Ele afirmou que depois do tiro um dos funcionários o xingou e também chamou a Polícia Militar.

Na delegacia, os funcionários afirmaram que são contratados pela empresa Sanlien, que presta serviço terceirizado para a operadora Oi. Um deles disse que estava apenas desligando a energia da caixa de telefonia, quando, de repente, o policial civil se aproximou com uma arma em punho acusando os prestadores de serviço de furto.

 

O funcionário afirmou ainda que o policial estava com roupa comum e que “em momento algum se identificou e também não pediu a identificação dos funcionários”.

Na tarde desta quarta-feira (6), a empresa Sanlien confirmou que os dois homens são funcionários da empresa e que o endereço onde tudo aconteceu estava dentro do cronograma de trabalho previsto. Segundo a Polícia Civil, ninguém foi preso, mas indiciou os dois prestadores de serviço por desacato e desobediência.

Justiça não encontra PM acusado de atropelar idosa e oficia PMDF e MP

Segundo o TJDFT, o PM acusado de atropelar e matar um idosa em São Sebastião não foi encontrado para ser notificado do processo

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) ainda não encontrou o policial militar acusado de atropelar e matar uma idosa de 73 anos. O PM precisa ser notificado da ação judicial do caso que corre Vara Criminal e do Tribunal do Júri de São Sebastião. A fim de tentar localizar o PM, o Tribunal oficiou a Polícia Militar (PMDF) e o Ministério Público (MPDFT).

No documento encaminhado ao MP, o juiz Paulo Henrique Roriz dos Santos determinou um prazo de 30 dias para que o órgão forneça um novo endereço do acusado já que ele não foi encontrado no local indicado na denúncia.

Já para a PMDF, o magistrado deu cinco dias para que o comando da corporação responda. “Certifico e dou fé que encaminhei ofício ao Comando da PMDF, notadamente para viabilizar a citação do acusado”.

O caso do atropelamento ocorreu em 6 de julho deste ano, em São Sebastião. O PM é acusado de homicídio culposo — sem a intenção de matar.

 

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL

*POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL*

*6° CPR / 9° BPM* 🇧🇷

🚨⚡ *GTOP 29*⚡🚨

*Natureza*: Porte ilegal de arma de fogo
*Data*: 02/12/2023
*Local*: Quadra 04 Setor Sul

*GTOP 29* ⚡️🦅

*RESULTADO*:

✅ Uma arma de fogo apreendida.
✅ 250 munições apreendidas.
✅ Uma detida.

*Histórico:*

A Polícia Militar do Distrito Federa,l por meio do prefixo de GTOP 29 (9 BPM), recebeu, via COPOM, a informação de que uma mulher havia subtraído a arma de fogo do seu esposo e estava transitando com ela nas imediações. De pronto, as equipes se deslocaram e conseguiram efetuar a prisão da mesma, esta foi conduzida à 20°DP e apresentada junto com a arma de fogo e duzentas e cinquenta munições.

*GTOP 29* ⚡️🦅

*PMDF: MUITO MAIS QUE SEGURANÇA!*

Professor temporário, PM quebra braço de aluno autista em crise

Caso aconteceu na 3ª, em escola especial do Guará. Após o ocorrido, estudante teve de passar por cirurgia para colocação de pinos de titânio

Um policial militar e professor temporário concursado da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) é apontado como responsável por quebrar o braço de um adolescente autista, no Centro de Ensino Especial 1 do Guará. O caso aconteceu na última terça-feira (7/11). Após o ocorrido, o estudante precisou ser levado ao Hospital de Base, onde passou por cirurgia para colocação de pinos de titânio. Ele recebeu alta três dias depois.

O Metrópoles apurou que o militar é Renato Caldas Paranã, 41 anos (foto em destaque). O policial começou a lecionar na escola em agosto, segundo o Portal da Transparência do Governo do Distrito Federal, pois recebeu proventos como professor em setembro. O terceiro-sargento da Polícia Militar (PMDF) estava na função para substituir uma professora de informática, que está afastada.

 

À reportagem testemunhas contaram que o adolescente é autista não verbal de nível 3. Na data do ocorrido, ele estaria agitado; por esse motivo, alguns funcionários da escola tentaram acalmá-lo. Apesar de ordens em contrário da vice-diretora da escola, Renato teria se aproximado do adolescente e o segurado “com muita força pelos braços”, segundo o boletim de ocorrência do caso, registrado pela mãe do estudante.

 

PM que matou jovem na garupa de moto no DF vai a júri nesta 3ª

Em 28 de janeiro de 2022, um policial militar atirou em Gustavo Henrique Soares Gomes. O jovem de 17 anos morreu e o PM vai a júri nesta 3ª

O policial militar que atirou em Gustavo Henrique Soares Gomes (foto em destaque), 17 anos, vai a júri popular nesta terça-feira (14/11). O caso ocorreu em 28 de janeiro de 2022, em Samambaia. Gustavo estava na garupa de uma moto quando foi atingido pelos tiros, efetuados pelo PM.

A família de Gustavo vai se reunir na Estação do Metrô de Samambaia e caminhar até o local do julgamento às 8h da manhã.

O PM é o sargento Edimilson Dias Ferreira Júnior, que, até o momento, aguardava o julgamento em liberdade. Se condenado, ele responderá por homicídio doloso — quando há intenção de matar.

“Ele recebeu um tiro no peito, estando na garupa, sem oferecer risco aos policiais armados. A polícia disse que Gustavo tinha um simulacro e ameaçou sacar, na tentativa de colocar mais um jovem negro como bandido, porém, as filmagens e testemunhas evidenciam que não tinha arma”, alegaram na época em que ocorreu o crime.

 

HOMEM QUE FURTOU DIVERSOS COMÉRCIOS NO PARANOÁ, NOVAMENTE É PRESO PELA PMDF

*HOMEM QUE FURTOU DIVERSOS COMÉRCIOS NO PARANOÁ, NOVAMENTE É PRESO PELA PMDF*

A Polícia Militar prendeu, na manhã desta quinta-feira, 2, um homem que vinha furtando diversos comércios na região do Paranoá.

Os policiais do 20º Batalhão foram acionados por populares na Quadra 18, onde informaram que um homem acabara de cometer vários furtos na região.

A equipe em patrulhamento nas redondezas não encontrou o autor. Ao retornar ao local onde foram abordados, lá estava o suspeito tentando recolher os bens que havia furtado e guardado ali. E neste momento, populares o impediram de fugir. Sendo preso em flagrante.

Esse indivíduo já havia cometido vários furtos em diferentes estabelecimentos comerciais e inclusive já apareceu em telejornais em vídeos gravados pelas câmeras de segurança dos locais furtados.

O homem tinha registros anteriores pelo mesmo crime e, inclusive, em agosto deste ano, já havia sido preso pela PMDF por cometer o mesmo delito.

Hoje, novamente foi preso e conduzido à 6ª Delegacia de Polícia.

Centro de Comunicação Social da PMDF
PMDF – Muito mais que segurança