Seja bem-vindo. 14 de junho de 2024 02:18
Previous slide
Next slide

Fiscalização autua 200 condutores alcoolizados no fim de semana, no DF

Fiscalização autua 200 condutores alcoolizados no fim de semana, no DF

Mais de 340 motoristas foram multados por utilizar o celular ao volante no mesmo período.

Duzentos motoristas foram autuados entre sexta (7) e a madrugada desta segunda-feira (10) por dirigir sob a influência de bebida alcoólica. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, a infração é gravíssima, com multa no valor de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano. Em caso de reincidência no período de até 12 meses, o valor da multa é em dobro. As autuações são resultado das operações realizadas pelo Detran-DF e pela Polícia Militar (PMDF).

Outro destaque foram as 342 autuações por uso do celular ao volante. Segundo o Detran-DF, no primeiro semestre deste ano foram registradas 46.095 infrações desse tipo. De acordo com o código de trânsito, dirigir o veículo segurando ou manuseando telefone celular é infração gravíssima, cuja penalidade é multa de R$ 293,47 e sete pontos na CNH.

Além disso, 210 motoristas foram autuados por falta do uso do cinto de segurança, 46 por dirigir sem a carteira de habilitação, três por disputar corrida ou exibir manobras perigosas e dois com o direito de dirigir suspenso. Os agentes de fiscalização flagraram, ainda, 18 motoristas conduzindo veículo com escapamento irregular e 16 por equipamento com som em volume excessivo.

DF Legal intensifica ações contra loteamento irregular, em Vicente Pires

DF Legal intensifica ações contra loteamento irregular, em Vicente Pires

Neste sábado (6/5),a Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística deu fim a crimes em duas áreas instaladas perto de regiões de proteção ambiental em Vicente Pires. DF Legal criou força-tarefa para combater a prática na região.

Duas áreas resultantes de parcelamento irregular de terras públicas em Vicente Pires foram alvo para a ação da Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), neste sábado (6/5). Com risco à preservação de córregos locais, as invasões ficavam perto de áreas de proteção permanente.

Objetivando a especulação imobiliária, um criminoso anunciava, pela internet, a venda de uma das áreas. O lote, segundo a propaganda enganosa, estaria de frente à região asfaltada e próximo à via Estrutural. Tratava-se de um setor de chácaras, à altura da rua 3B, e que, de forma criminosa, era anunciada como região com negociação autorizada por órgãos públicos. Um corretor anunciava o espaço de 3.300m² pelo valor de R$ 2,8 milhões. No local, equipes do DF Legal retiraram 450 metros de muro, 150 metros de uma cerca metálica, um galpão e uma guarita de abrigo usada por vigias. Noutra chácara, também perto da Rua 8, a ação retirou 100 metros de muro que haviam sido levantados, desacatando a negativa de autorização da Administração Regional de Vicente Pires.

Dentre outras ações, a Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística, no primeiro trimestre de 2023, desobstruiu 5.670.583m² de área pública, por meio de 246 operações no DF. A meta de impedir a construção de prédios (sem regulamentação) em Vicente Pires, levou o DF Legal a publicação de recente portaria, no Diário Oficial, que institui uma força-tarefa. Passada fase de mapeamento, autuações de obras irregulares serão encadeadas. Notificações, apreensões, multas e intimações estão previstas.