Seja bem-vindo. 22 de maio de 2024 01:14
Previous slide
Next slide

Vídeo: segurança espanca suspeito de furtar carne em mercado do DF

Ex-funcionários denunciaram conduta do chefe da segurança, que teria como prática torturar suspeitos de furto

O chefe de segurança do supermercado Guarapari, em Ceilândia Sul, foi flagrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento espancando um homem suspeito de furtar carne. As imagens são de 4 de março, mas vieram à tona nesta terça-feira (26/3). Assista:

No vídeo, é possível ver o momento em que um homem é encurralado pelos seguranças sentado em um corredor. O chefe grita com as demais pessoas na cena e, em seguida, começa a chutar a vítima, que bate a cabeça nas prateleiras do mercado.

Ex-funcionários denunciaram a conduta adotada pelo responsável pela segurança e teriam levado as imagens para o departamento de recursos humanos da empresa. Segundo os relatos, o chefe levava para um quartinho fora do alcance das câmeras.

O chefe de segurança do supermercado Guarapari, em Ceilândia Sul, foi flagrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento espancando um homem suspeito de furtar carne. As imagens são de 4 de março, mas vieram à tona nesta terça-feira (26/3). Assista:

No vídeo, é possível ver o momento em que um homem é encurralado pelos seguranças sentado em um corredor. O chefe grita com as demais pessoas na cena e, em seguida, começa a chutar a vítima, que bate a cabeça nas prateleiras do mercado.

Ex-funcionários denunciaram a conduta adotada pelo responsável pela segurança e teriam levado as imagens para o departamento de recursos humanos da empresa. Segundo os relatos, o chefe levava para um quartinho fora do alcance das câmeras.

apurou que alguns funcionários renunciaram ao cargo após testemunharem as violências. Os empregados relataram que as violências eram extremas, recorrentes. Em outro caso, um cliente teria sido espancado por tentar sair sem pagar com um desodorante. As agressões ocorriam sem distinção da natureza ou do valor dos itens envolvidos.

A reportagem ligou para o supermercado, mas foi informada de que o estabelecimento “não vai se manifestar no momento”. O espaço segue aberto para possíveis manifestações.

Preso é espancado dentro da Papuda e levado a hospital em estado grave

Segundo Seape, policiais penais faziam ronda quando encontraram homem desacordado. Agressor já prestou depoimento à polícia.

O interno estava desacordado com possível lesão no crânio. Ele segue internado em estado grave no Hospital de Base do DF (HBDF)

Um interno do Complexo Penitenciário da Papuda precisou ser levado ao hospital de helicóptero após ser agredido por outro preso na Penitenciária do Distrito Federal II (PDFII). O caso ocorreu nessa quinta-feira (11/1).

O ferido tem 28 anos e foi localizado por policiais penais durante ronda de rotina.

O interno estava desacordado com possível lesão no crânio. Ele segue internado em estado grave no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF).

O autor das agressões, de 29 anos, foi identificado e conduzido à 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião), onde a ocorrência foi registrada. A motivação ainda será investigada pela Polícia Civil, em conjunto com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seape-DF).

Homem é espancado após tentar ver vizinha trocando de roupa

A Polícia Militar (PM) foi até o local e acabou encaminhando o agressor até a delegacia de Trindade. O homem foi encaminhado para o Hugol

Um homem, de 54 anos, foi espancado após tentar ver a vizinha trocando de roupa, em Goianira, na região Metropolitana de Goiânia. O crime ocorreu na manhã de segunda-feira (1/1).

A vítima, de 36 anos, estava se trocando no quarto, acompanhada da filha, de 13 anos, quando percebeu um barulho do lado de fora da janela.

Ao olhar, ela se deparou com o vizinho, que a espionava. O homem estava nu da cintura para baixo.

Assim, a vítima gritou pelo marido, que começou a agredir o homem. Ele precisou de atendimento e foi encaminhado ao Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia.

A Polícia Militar (PM) foi até o local e encaminhou o agressor até a delegacia de Trindade.

 

Bebê morto pelo pai foi espancado, teve hemorragia e lesão no pâncreas

O pai do bebê de 2 anos foi preso em flagrante, no Paranoá. A criança morreu em decorrência das lesões supostamente provocadas pelo genitor

Perícia realizada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) constatou que o bebê encontrado morto em uma quitinete no Paranoá, nessa terça-feira (17/10), teve hemorragia e rompimento do pâncreas em decorrência de agressões físicas sofridas após ataques do próprio pai. Cássio da Silva Pereira tinha 2 anos e, segundo o laudo preliminar, apresentava dois ferimentos na região dos olhos, além de várias marcas pelo corpo. Wagner Pereira da Silva, 37 anos, foi preso em flagrante.