Seja bem-vindo. 14 de junho de 2024 01:26
Previous slide
Next slide

Acusada de matar cunhado enquanto ele dormia, é presa tentando fugir.

Acusada de matar cunhado enquanto ele dormia, é presa tentando fugir.

A ação para prender a acusada contou com policiais civis e militares, ela foi detida quando fugia para rodoviária do palno piloto e seguria para outro estado. O transporte que ela estava foi interceptado pelas policias e durante abordagem Flavia foi localizada e colocada na viatura e levada até a delegacia.

 

A morte ocorreu na manhã desta segunda feira 27/11, flavia enquanto matava o cunhado, disse para sua irmã que o motivo foi a agressão que o filho teria sofrido na noite anterior onde todos estavam reunidos, ela tinha liberdade de entrar na casa e aproveitou para matar o cunhado com uma faca.

 

A vítima Roberto, dormia quando levou o primeiro golpe de faca, ali mesmo na cama do casal agônizou até morrer, quando a equipe médica e policia chegaram , roberto não estava vivo.

 

Entenda

 

A mulher acusada de matar o cunhado é Flavia Franciele da silva de 32 anos, ela se encontra foragida da polícia depois de matar a facadas seu cunhado Roberto Carlos da silva santos de 42 anos. Segundo apurado pela polícia através de Gislaine Rozendo da silva 46 anos, esposa da Vítima e irmã da acusada (Flávia), o casal dormia em seu quarto na residência quando foi surpreendida pela acusada desferindo vários golpes de faca no cunhado, que morreu na cama sem reação alguma sendo pego de surpresa, a testemunha não especificou quantos golpes o esposo sofreu.

 

Depois dos golpes a autora fugiu do local tomando rumo ignorado, segundo a esposa da vítima, Flavia (acusada) falou que matou o homem por que na noite anterior, na casa da vítima onde todos estavam reunidos, roberto teria batido em seu filho, a mãe enfurecida e tendo acesso a residência planejou e executou a morte.

em consulta aos sistemas da polícia, roberto era foragido da justiça em processo que corre em segredo, ainda ficou apurado que a vítima não carregava documentos para dificultar identificação, o caso será investigado pela polícia civil de Goiás, a acusada estava foragida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *