Seja bem-vindo. 24 de junho de 2024 05:03
Previous slide
Next slide

Vídeo ; Pai leva filhos de 9 e 3 anos para local de confusão por conta de Drogas e criança morre baleada

Segundo a PMDF, envolvidos brigaram e trocaram tiros por causa de uma dívida de drogas em Ceilândia; criança morreu defendendo o pai, no final do vídeo 

Após audiência de custódia, a prisão em flagrante do pai indiciado pela morte do filho de 9 anos foi convertida em preventiva, neste domingo (12/5). Dessa forma, o homem de 32 anos seguirá preso. A criança morreu após ter sido atingida durante uma briga com tiroteio por drogas em Ceilândia, na noite de sábado (11/5).

Um segundo suspeito preso também teve o flagrante convertido em preventiva. A Justiça ainda vai analisar a situação de outros dois homens detidos indiciados.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), a confusão que resultou no óbito da criança foi engatilhada por causa de uma dívida de drogas.

De acordo com a sentença, a manutenção da prisão é imprescindível diante das gravidade das circunstâncias. “Tais como tiroteio em via pública com vários disparos recíprocos, com resultado morte de uma criança de apenas 9 anos de idade e com risco de atingimento de outras pessoas que se encontravam no local, com considerável violência e intimidação”, destacou a decisão.

A Justiça também considerou a extensa ficha criminal dos autuados, multirreincidentes em crime de natureza grave. Os dois autuados se encontravam em cumprimento de pena.

“Essas circunstâncias apontam, ao menos numa análise inicial, a especial periculosidade dos agentes e fornecem base empírica idônea à conclusão de que sua liberdade afetará a ordem pública. Num cenário assim delineado, as medidas cautelares diversas da prisão tornam-se inadequadas e insuficientes para resguardar a ordem pública e a prisão preventiva surge como a única solução juridicamente possível”, concluiu o Juízo.

Tiroteio

De acordo com a corporação, tudo começou na frente de um bar. Um homem de 32 anos, acompanhado de seus filhos de 9 e 3 anos, teria chegado com um Vectra para cobrar a dívida de usuários.

Após uma discussão, de acordo com a Polícia Militar, o homem começou a disparar contra outras pessoas. Durante a troca de tiros, o menino correu para ajudar o pai e acabou sendo atingido por dois disparos.

Tentativa de salvamento

Um popular que passava pela região tentou salvar a criança, mas ela não resistiu. Segundo relatado, um tiro acertou o pescoço e outro, a boca do garoto.

Além do menino, outras três pessoas também ficaram feridas.

Por volta das 20h, o Grupo Tático Operacional (GTOP28) do 8º Batalhão da PMDF recebeu um chamado urgente após relatos de disparos de arma de fogo na SHPS Quadra 502.

Alta velocidade

A patrulha estava a caminho do local quando avistou um carro em alta velocidade na direção oposta. Os policiais decidiram abordar o veículo. Durante a abordagem, prendeu dois dos envolvidos no tiroteio. Outros duas pessoas, incluindo o pai da criança morta, também foram detidas.

As armas utilizadas no crime, no entanto, não foram encontradas, mas um vídeo registrado pela câmera de segurança de um imóvel no local, registrou a dinâmica que resultou na morte da criança. O caso foi encaminhado para a 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia).