Seja bem-vindo. 14 de junho de 2024 05:35
Previous slide
Next slide

Caiado confirma interesse de empresas chinesas em Goiás

Caiado confirma interesse de empresas chinesas em Goiás

Pela primeira vez na história, embaixador chinês no Brasil visita Goiás. Empresários do gigante asiático têm interesse em investir no estado

O governador Ronaldo Caiado recebeu, na manhã desta quarta-feira (16/08), em Goiânia, o embaixador da China no Brasil, Zhu Qingqiao, em sua primeira visita oficial a Goiás. No encontro articulado pelo Estado, após missão comercial do vice-governador Daniel Vilela ao país em junho, foi confirmado o interesse de três grandes empresas chinesas pela instalação em Itumbiara e Aparecida de Goiânia.

“Quero buscar a experiência chinesa e desenvolver o nosso estado. Precisamos avançar nos acordos internacionais e costurar espaços para o empresário goiano”, afirmou Caiado durante encontro com o embaixador, no Palácio das Esmeraldas.

As tratativas estão mais avançadas com os grupos Chint Power, de soluções em energia, YTO Group Corporation, montadora de tratores, e Weichai Group, de motores elétricos. Caiado pretende ir à China em novembro para dar continuidade às negociações.

Daniel Vilela lembrou que a missão chefiada por ele contou com o auxílio do embaixador e serviu para estabelecer conexões que já colocam Goiás mais próximo dos investimentos chineses.

“A visita dessa comitiva demonstra prestígio de Goiás. Percebemos que já há a disponibilidade em estabelecer e potencializar as relações dos investidores chineses com nosso estado”, declarou.

O secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Joel de Sant’Anna Braga Filho, apontou que os avanços nas relações comerciais já apresentam resultados, pois há novos empreendimentos interessados em ampliar negócios no território goiano.

“As empresas chinesas estão fazendo prospecções no estado também para a fabricação de carros elétricos, em Catalão, e para montagem de uma fábrica de baterias. Então, Goiás deve ser uma grande porta de entrada para ampliação dos negócios entre China e Brasil”.

A comitiva chinesa vai ficar em Goiás por três dias, conforme programação pensada pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), em parceria com a Secretaria Geral do Governo (SGG). Também estão previstas conversas com empresários e uma visita a um frigorífico de Inhumas.

“Viemos ver com nossos próprios olhos o desenvolvimento goiano e como ele colabora com a economia chinesa. É do nosso desejo que a parceria beneficie os nossos povos”, salientou o embaixador.

O secretário de Estado de Agricultura e Pecuária, Pedro Leonardo, explicou que a visita visa apresentar ao embaixador as potencialidades do Estado de Goiás sob as perspectivas de todos os elos da cadeia produtiva.

“A China é o nosso principal parceiro comercial. Só no agro, mais de 50% das nossas exportações são para o país. Então é essencial que tenhamos uma relação próxima, não só comercial, mas também institucional”, declarou.

Exportações
Em 2022, a China respondeu por 53% do faturamento de Goiás com exportações de produtos do agro — o equivalente a US$ 6,2 bilhões. Os principais itens comercializados com o gigante asiático foram complexo soja; carnes; fibras e produtos têxteis; cereais, farinhas e preparações; couros, produtos de couro e peleteria.

Nos primeiros seis meses de 2023, o valor das exportações de produtos agropecuários goianos para a China já chega a US$3,7 bilhões.

Fonte : Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás